sábado, 20 de fevereiro de 2010

Prozac Kid


O orgulho é pecado, eu sei. Mas que posso fazer? 

Que posso fazer quando olho para o pódio e vejo o meu filhote lindo na posição mais alta a receber a medalha de primeiro classificado, sinto um orgulho imenso e só me apetece dizer "é o meu filho, não é lindo?"

Que posso fazer quando o meu coração se enche de alegria ao ver aqueles olhos a brilhar? Quando ele se vira para o sítio onde eu estou e me manda um beijinho com a mão e o sorriso mais bonito do mundo?

O dia começa sempre cedo, em dias de torneios. Com o tempo, os procedimentos vão-se tornando rotineiros e já sabemos: eliminatórias por pools, e depois entre os vencedores de cada pool até à final. Só há cintos de duas cores, azul e vermelho. Primeiro o atleta de cinto vermelho, depois o do cinto azul. Fazem as suas katas. Em cada pool três árbritos, cada um com uma bandeirinha vermelha e outra azul. Os atletas dão o seu melhor e esperam, em pose, que os árbritos levantem a bandeira do atleta que fez a kata mais correctamente. E vou sofrendo enquanto não o fazem, as unhas pagam o nervoso miudinho! De eliminatória em eliminatória, conforme vão passando, a "qualidade" do adversário e o grau de dificuldade vão aumentando. A final é o pior. Muitas vezes arrisca uma kata mais complicada. Diz que prefere ser o segundo, para fazer uma mais difícil que o primeiro. Hoje foi o primeiro.

Às vezes não chega à final, e quando chega, nem sempre ganha. Aprendeu a lidar com isso, e, por ele, começou a concentrar-se mais nos treinos. Ter jeito é bom mas não chega, é preciso treino e concentração.
O orgulho é muito feio, eu sei, mas que posso fazer? Vou guardar mais uma medalha :))

E assim serão passados muitos dos meus sábados, até Julho, mais ao menos, percorrendo algumas terras de Portugal e Espanha. O único problema é as bancadas serem feitas de cimento. Aquilo é tão desconfortável e tão frio, que certa parte do corpo, fica completamente congelada. Vendo as coisas pelo lado positivo, li algures que alguns tratamentos da celulite passam por tratamento pelo frio, incluindo a permanência, por alguns minutos em temperaturas muito baixas. Quem sabe não é verdade!!! 

Felizmente hoje não houve provas de Kumite. Dessas não gosto mesmo nada, embora ele tenha jeito para se esquivar.

24 comentários:

Kika disse...

E se tens motivos para ter orgulho, o pecado é menor :P
Quando ele vier a uma competição para estas zonas, faz favor de me dizer... Ok? :)

maria teresa disse...

Junta o útil ao agradável...
Se não tivesse orgulho seria um caso para psiquiatria.:):):)
Abracinho

Trintão disse...

Parabéns para o miúdo

pepita chocolate disse...

Quem é a mãe que não tem orgulho na sua cria. E se é um vencedor ainda mais...

Fico comovida com essa tua vontade em estar sempre presente. ès uma mãe muito babada, mas também muito fantástica certamente. Ou ele não teria aquelas conversas de gente grande que aqui nos contas...

Uma criança irá ser um adulto feliz, se sentir que os outros têm orgulho nele.

Beijoca e desculpa-me as ausências!

by " A Invisível " disse...

Minha (sempre) querida Nirvana;
Muitos, muitos, muitos... PARABÉNS!
SUA MAMÃ BABADA! (e com motivos para isso! LÓGICO!)
Estes pequenos "nadas" são tantas coisas boas, ao mesmo tempo!
Beijinho grande* e mais uma vez PARABÉNS pelo teu filhote*

Teclas cor de Menta disse...

Não há como controlar o orgulho!, e não faz mal nenhum :)

Parabens*

L'Enfant Terrible disse...

Selo e desafio no meu blog!

Checa disse...

Não há maior orgulho...ser mãe é o meu maior orgulho! Eles são a nossa vida.


Beijinhos

Bloguótico disse...

Temos campeão!! Parabéns, a ambos! :D

Girl in the Clouds disse...

Claro que são mais que razões para estares orgulhosa!!

*C*inderela disse...

Claro que tens motivos para estar orgulhosa, quem não estaria :)
Parabéns *

Bjokas*

Pinkk Candy disse...

E tens todos os motivos para te sentires orgulhosa =)
Acho essa modalidade desportiva muito boa mesmo para os miúdos, tem mesmo muitos bons ensinamentos!
Nada melhor que esses sorrisos de cumplicidade, aposto! O meu é tão pequenino e fico toda encantada quando ele olha para mim, quando está a mexer em alguma coisa que já sabe que não pode, e olha para mim tipo a perguntar, posso? e quando ri, ahhh, como é bom! =)

xoxo

Nirvana disse...

Kika
Combinado! Ainda não sei os torneios todos deste ano, mas costumam englobar várias cidades.
Beijinhos

Nirvana disse...

Maria Teresa
Eu sei que sou uma mãe galinha babada até mais não!
Beijinhos

Nirvana disse...

Trintão
Obrigada! Ele merece :)
Beijinhos

Nirvana disse...

Pepita
Tenho muito orgulho nele, sim. Principalmente no que ele evoluiu. Ele é um miúdo muito activo e tem muito jeito para desporto. Como é magrito, tem uma agilidade fantástica. Quando o treinador me perguntou se o podia inscrever nas competições, hesitei, porque ele tinha imenso jeito mas brincava mais do que treinava. Mas deixei. O primeiro torneio foi uma desgraça, foi eliminado à primeira. Chorou e chorou, invejou a sorete dos outros. "Não é sorte, filho, é treino, trabalho". Isto foi há dois anos. A partir daí aplicou-se a sério e foi sempre a melhorar. Hoje é dos melhores, tem uma técnica excelente e adoro vê-lo todo compenetrado a fazer aquelas vénias e as katas. Claro que nos intervalos anda a correr e a saltar! Evoluiu imenso.
Sou uma babada mesmo. Fazer parte destes momentos da vida dele não tem preço. Vou aproveitando porque eles crescem muito depressa. Não faltarão muitos anos para ele já não saltar para o meu colo para aquele abraço depois de receber a medalha!
Beijinhos

Nirvana disse...

Querida Invisível
Levantaste os pés, é que a baba é tanta!!
Obrigada! Este é o tipo de sentimento que não tem preço, que é tão bom e natural que nem se explica!
Beijinhos

Nirvana disse...

Teclas
Não faz, pois não :))?
Beijinhos

Nirvana disse...

L'Enfant Terrible
Aceite e respondido :)
Beijinhos

Nirvana disse...

Checa
Partilho completamente desse sentimento. Tenho imenso orgulho nele, e espero que um dia ele sinta o mesmo por mim.
Beijinhos

Nirvana disse...

Bloguótico
Deste campeão eu gosto!
Já daquele que pelos vistos se está a preparar para ser campeão de outro campeonato já não digo o mesmo :P
Beijinhos

Nirvana disse...

Girl
Obrigada!
Beijinhos

Nirvana disse...

Cinderela
Sou um bocadinho babada demais, mas é superior a mim :)
Beijinhos

Nirvana disse...

Pinkk
Essa cumplicidade é tão, tão boa! E sinto-me mesmo feliz em tê-la com ele.
Quanto ao Karate, para o meu filhote foi excelente. Começou na brincadeira. Ele era (É) um miúdo com imensa energia, que nem sempre sabia o que fazer com ela. O karate tem uma filosofia muito engraçada e eles vivenciam mesmo aquilo. Por exemplo, todas as katas começam com um gesto defensivo, nunca atacante. Ao mesmo tempo aprende a defender-se :). Desde que começou com os torneios, criou também muitas amizades com os outros miúdos, fora do colégio, que lhe fez muito bem. Ele tinha aulas no colégio, mas começou a ir treinar também no ginásio. Fiquei admirada como os outros miúdos o aceitaram tão bem. Agora, são unha com carne. É bonito de ver. Além disso, treinou a concentração, a postura e perdeu o complexo de ser pequeno (só agora está a começar a dar o salto). Ele tinha complexo por ser baixito, lidava muito mal com isso. Uma vez numa prova de kumite ganhou por larga vantagem a um que era quase o triplo do tamanho dele, embora da mesma idade. E o complexo foi-se. São quatro horas de treino por semana, fins de semana a ir para aqui e para ali, mas vale a pena.
Beijinhos