domingo, 28 de fevereiro de 2010

dias e DIAS



Porque também há dias assim. Em que acordamos com a sensação que vale a pena. Que vale a pena o que vamos construindo ao longo da vida.

Às vezes tenho a sensação que a vida tem um estranho sentido de humor. Troca-nos as voltas com a mesma rapidez com que piscamos os olhos, desliza por entre os nossos dedos, sem podermos fazer nada para a apanhar. Não sei bem se é só para se divertir à nossa custa ou se é para não nos queixarmos da monotonia!

A verdade é que vamos construindo o nosso caminho, como se de uma manta de lã se tratasse, feita de fios que vamos tricotando diariamente,. Fios que se aproximam, que se afastam, que se cruzam, que dão laços, que dão nós. Alguns desses laços desfazem-se facilmente, apesar de terem sido feitos com o mesmo cuidado que os outros. Outros permanecem e tornam-se nós, capazes de resistir a tudo. Nós que surgem de vez em quando e que quando por qualquer motivo a manta se desfaz chega ali e pára, porque o nó não a deixa continuar a desfazer-se. Nós que ancoram a vida. Nós que são indestrutíveis. Como aqueles amigos com quem podemos sempre contar. Que nos fazem lembrar de quem somos, quando nos esquecemos.

By the way, não ouvia isto há séculos. Há uns anos cantávamos isto mesmo from the top of our lungs. 

Imagem - Pintura de Isabel Lanho, cuja obra vale a pena conhecer.

24 comentários:

Miss Complicações disse...

Vale sempre a pena. Vale a pena porque por mais voltas que a vida dê, temos sempre algo de bom a ganhar, nem que seja os amigos "que nos fazem lembrar de quem somos, quando nos esquecemos."

by " A Invisível " disse...

Querida Nirvana;
Adorei este texto. Simples e real...
Beijinho* e abraço apertado com carinho*

TouroCeptico disse...

Hà dias para serem recordados...outro nem por isso...
Hà dias que valeu acordar...outros que mais valia termos ficado a dormir...

Porém hà aqueles dias inesqueciveis...que nos fazem ter esperança....

Beijinhso

Lápis disse...

Selo no meu blogue ;)

Teclas cor de Menta disse...

Vale sempre sempre a pena. Mesmo quando parece que não! =)

(de nada pelas dicas. Espero que ajudem*)

Mário Rodrigues disse...

É apenas constatar. O facto de nos darmos conta do que dizes, em si, já é muito bom e relembra-nos da nossa missão por estes lados...

Beijo

Checa disse...

Acho que estavas a precisar de um colinho! Basta uma palavra, um sorriso, para transformar um dia ruim...


Beijinhos

maria teresa disse...

É exactamente assim, como diz!
Mas temos a obrigação de tricotar a manta o melhor que soubermos.
Abracinho

Dylan disse...

E viva o SCP...!

Trintão disse...

Este texto está muito bom :)

Kika disse...

Voltou a boa energia! Os dias maus servem também para sabermos que, mesmo depois da tempestade, o sol aparece :)

joao disse...

Esta sim, é a Nirvana que me habituei a ler e a conhecer. Não te esqueças que os fios com que fazes a manta és tu que os escolhes.
Abraço, Nirvana

Nirvana disse...

Miss C
Eu acredito que vale a pena, e tento sempre ver e retirar algo de positivo, mas às vezes, nem com binóculos consigo ver :)
Beijinhos

Nirvana disse...

Querida Invisível
Obrigada!
Abraço super-apertadinho para ti :)

Nirvana disse...

Touro Ceptico
É verdade, há momentos que não apagamos da memória pelos melhores motivos. Outros pelos piore.Mas venham muitos bons :)
Beijinhos

Nirvana disse...

Lápis
Obrigada :)
Beijinhos

Nirvana disse...

Teclas
Sim, e muitas vezes só vemos isso depois!
Beijinhos

Nirvana disse...

Mário
Que todos temos uma missão por aqui, não tenho dúvidas. Podemos não saber especificamente qual é, poderá não ser uma missão aparentemente muito importante, mas se dermos o melhor de nós próprios todos os dias, com certeza não estaremos a falhar.
Beijinhos

Nirvana disse...

Checa
É bem verdade. Por vezes temos mesmo de fazer um esforço para reagir e não nos deixarmos afundar na tristeza. Lembrar as coisas boas. Por vezes deixarmos que as lembrem. Os amigos são para mim fundamentais. É verdade que habitualmente a "bom astral" sou eu, mas de vez em quando perco-me um bocadinho. Apesar da idade que tenho, há certas coisas que ainda não consigo processar muito bem. E um colinho nunca fez mal :)
Beijinhos

Nirvana disse...

Maria Teresa
Concordo plenamente. Os únicos responsáveis por ela somos nós. Se nos enganarmos, não vale a pena fazer batota e prosseguir, porque vai ficar feia, com defeito. Vale mais desmanchar e fazer de novo :)
Beijinhos

Nirvana disse...

Dylan
SEMPRE!!!
Beijinhos

Nirvana disse...

Trintão
Obrigada!
Muito melhor dedicarmo-nos ao tricot do que ao farmville :))
Beijinhos

Nirvana disse...

Kika
Uma coisa é certa. Não sei bem se é teimosia, se são alguns cromossomas mal acabados, mas a verdade é que não tenho muita tendência para cultivar a depressão. Caio muitas vezes, mas recuso-me a ficar no chão. Às vezes as feridas demoram um pouco mais a cicatrizar, mas se não tratarmos delas, nunca mais curam :)
Beijinhos

Nirvana disse...

João
:) Às vezes sou um pouco daltónica e confundo os fios :)
Beijinhos