segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Conversas Prozac VII


Sábado, dia de jantar de Natal das amigas

- Mamã,  onde é que vais assim?
- A mamã hoje vai jantar fora, filhote.
- Também vou :))
- Hoje não podes, P.. É um jantar só de mulheres.*  
........................

- Então, tu  também não podes ir.
- Porquê?
- Tu não és mulher, és senhora.
- Ai sim?? E qual é a diferença?
- As senhoras são mais bem-educadas.

* Não sei onde ele vai buscar estas ideias.
* *Houve uma altura em que me sentia muito mal por sair sem o meu Prozac. Ou ia a sítios onde o podia levar, ou não ia. Hoje, não acho que seja má mãe por sair de vez em quando, sem ele. Claro que ele não fica sózinho em casa, fica com a avó que, diga-se de passagem, lhe faz as vontades todas.

13 comentários:

Marquês de Sade disse...

Olha que se calhar ele até prefere que não o leves... Fica com a avó e faz o que quer ;)

Vê-se bem que é benfiquista! Tão novinho e já um gentleman :))))))))))

Bjinho

uminuto disse...

passei pelas mesmas dúvidas, mas hoje tenho a certeza que isso nos faz bem a nós e a eles também
um beijo

mjf disse...

Olá!
Tu precisas de espaço pra ti:=)

Beijocas aos dois
Boa semana

Kika disse...

Uma Lady :D

Libelinha disse...

lol... O Prozac que continue com esses pensamentos e será um gentleman, lol!...

Precisas de espaço para ti e assim estarás melhor para ele... Ainda não tenho filhotes mas é assim que penso!...

Beijinhos ;P

Luana disse...

Inicialmente tambem me sentia mal quando saia e deixava os miudos, depois convenci-me que isso só me fazia bem a mim e a eles tambem, porque tinham uma mãe mais feliz e menos stressada :)

Todos precisamos de ter o nosso espaço.

Bjinhos

CybeRider disse...

Aposto que te portaste muito melhor ao jantar...

Já ouviste falar em psicologia reversa?... Acho que ele já!

Um portento o teu Prozac!!!

Beijinho!

pepita chocolate disse...

Ainda não tinha ido oportunidade de ler esta tua útima novidade do Prozac... Bem, parece ter sempre uma resposta na ponta da língua. E uma resposta bem adequada. Está visto que te adora. E não és uma mulher qualquer, és uma senhora. Que garnde sorriso me puseste com esta história. Tenho cá para mim, que quando ele fôr crescido, e o cavalheirismo estiver mesmo extinto, ele irá fazer furor entre as miúdas. Ele é um verdadeiro "gentleman",Começa-te a preparar para o clube de fãs que irá ter.

Quanto a ti, acho que não te deves limitarsó porque tens um filho; mais cedo ou mais tarde, se te prendesses a ele, nem o deixarias ter vida própria e certramente te sentirias uma mulher amargurada. E quem adora dançar, não pode perder o hábito, E um jantar é uma coisinha normal.

Beijoca e bom dia!

mimanora disse...

Adoro as conversas do teu Prozac!
Acho que todas as mães ao principio se sentem menos bem em sair sem os filhotes, comigo passou-se o mesmo. Mas temos de ter uns bocadinhos só nossos de vez em quando, é bom para eles e para nós ;)

Beijinho

Pinkk Candy disse...

Bem, o teu Prozac é que sabe ;-) é um pequeno cavalheiro!!!
Fazes muito bem em sair, e se fica com a vovó, fica muito bem acompanhado decerto :-)

kiss

joao disse...

O teu Prozac sabe-a toda.
Ser mãe não significa abdicar de viver.
Abraço

Miss Complicações disse...

HAHAHAHAHA
As crianças não mentem...

Anónimo disse...

Sai-se com cada uma!
Sabes o que és? Uma mãe galinha! Completamente. Uma mãe linda. Basta olhar para o teu filho para ver que é uma criança feliz.
Se não saíres de vez em quando aqui com a malta, entramos em depressão!
Beijinho
IM