sexta-feira, 30 de abril de 2010

Intervalo


Por vezes preciso de um intervalo. Preciso de parar, ficar só comigo. De me encontrar. É tão fácil perder-me neste mar que é o mundo! Perder-me no meio das pessoas, das palavras, dos dias, das noites, de mim. Esquecer-me, viver os dias como quem apenas passa por eles. Sobreviver.  
 
Por vezes, no meio de todo o rebuliço que são os dias apenas anseio por um momento em que possa fechar os olhos. Conto o tempo que falta até esse momento, em que posso ter um pouco de paz. Em que posso fechar os olhos, não pestanejar, mas fechá-los mesmo, por um minuto que seja. Fechar os olhos e respirar, calmamente, concentrando-me apenas nos movimentos que respirar implica. Fechar os olhos e, por momentos, esquecer o que se espera de mim e lembrar-me do que eu espero e quero.  Fechar os olhos e tentar perceber o que está a acontecer. Por vezes, esses pequenos instantes fazem toda a diferença. A diferença entre ser e não ser, entre estar e não estar, entre ficar ou partir. Por vezes, nesses instantes em que fecho e abro os olhos, tudo fica diferente. Por vezes, tudo fica claro, na obscuridade com que o cerrar das pálpebras me presenteia, outras vezes tudo permanece escuro. Por vezes descubro o caminho que não vislumbrava, outras vezes dá-me vontade de correr bem depressa e fugir. Por vezes não penso em nada, deixo que o nada pense em mim, outras vezes penso em mil coisas ao mesmo tempo, como se fossem uma só. Por vezes sonho, outras vezes regresso à realidade. Por vezes, bastam uns segundos, outras vezes todo o tempo do mundo me parece pouco. Mas nunca, nunca o antes é igual ao depois, depois desses instantes em que fecho os olhos, apenas por uns instantes. 

15 comentários:

Cris disse...

estou precisando de um momento assim!
beijinhos

Gaja com G maiúsculo disse...

Por vezes precisamos de estar sozinhas connosco mesmas... de deixar de sentir o que nos rodeia, preocupa, aflige, inquieta... e escutarmos a nossa alma, o nosso coração, procurar a paz lá dentro e tentar alcançá-la... É difícil, mas por vezes conseguimos, e é uma sensação maravilhosa.

Sabes... já não sei o que isso é à muito tempo, talvez porque passei ara 3º ou 4º lugar na minha Vida, mas estou ansiosa pelo reencontro.

Como adoro ler-te :)
Beijinhos

Gaja com G maiúsculo disse...

Por vezes precisamos de estar sozinhas connosco mesmas... de deixar de sentir o que nos rodeia, preocupa, aflige, inquieta... e escutarmos a nossa alma, o nosso coração, procurar a paz lá dentro e tentar alcançá-la... É difícil, mas por vezes conseguimos, e é uma sensação maravilhosa.

Sabes... já não sei o que isso é à muito tempo, talvez porque passei ara 3º ou 4º lugar na minha Vida, mas estou ansiosa pelo reencontro.

Como adoro ler-te :)
Beijinhos

Checa disse...

Amiga, como eu te entendo!... Comigo, por mais que tente depois desses momentos,não consigo que o antes não seja igual ao depois. Mas,fico muito mais tranquila, e consigo quase sempre encontrar a serenidade que necessito para enfrentar de novo a realidade.

Beijinhos

joao disse...

Tens razão, muita gente se perde neste mundo. É preciso parar de quando em vez e analisar o que nos rodeia, retomar fôlego.
Um abraço

joao disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bloguótico disse...

garanto-te que mal pestanejei enquanto lia o post! Já te elogiei a escrita, certo?!!! :D

L'Enfant Terrible disse...

Chama-se a isso meditar. Tão simplesmente é procurar a serenidade dentro de nós próprios, o que contudo nem sempre é fácil de tão tumultuosos que nos habituamos a ser!

uminuto disse...

naufragar em mim e renascer das cinzas
um beijo

Neisseria Gonorrhoeae disse...

Bonito texto. E que se encaixa em todos nós. Não é apenas a ti.

jinhos

Girl in the Clouds disse...

Às vezes também tenho essa necessidade!

Canhota! disse...

Minha querida Nirvana! Mais uma vez espectacular o que escreves e transmites!

Quantas mas quantas vezes temos esta necessidade e é muito importante que a mesma exista, pois são estes momentos que nos levam a reflexão e mais importante ainda lava-nos a pensar o que somos, o que queremos, quais os caminhos que pretendemos seguir.

Para mim este momentos são especiais, são os meus momentos e estes ninguém mos consegue tirar!

um beijinho muito mas muito grande!

Almoço? claro que sim! temos que combinar!!!

Kika disse...

Parar e respirar. Às vezes nem que seja por uns segundos, mas de forma consciente e com vontade de deixarmos sair as más energias e entrar a luz do sol :)

S. disse...

Como eu senti cada uma das tuas palavras... eu também sou assim, por vezes preciso de um momento, de tempo para pensar, para estar sozinha, para me encontrar.

Há muito quem não me entenda e ache que sou maluca, ninguém precisa de estar só, mas eu por vezes preciso, de 5 minutos só, 5 horas ou mesmo 5 dias.

Beijinhos muito grandes

Anónimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ acheter cialis
http://commandercialisfer.lo.gs/ cialis
http://prezzocialisgenericoit.net/ dove acquistare cialis
http://preciocialisgenericoespana.net/ cialis precio