segunda-feira, 5 de abril de 2010

Esta Primavera...


Finalmente, parece que a Primavera resolveu dar o ar da sua graça e brindar-nos com um céu azul sem nuvens e um sol que começa a aquecer as nossas almas! Não sei se é só impressão minha, mas acho que as pessoas andam mais bem dispostas com o sol.

Apesar de atrasada, não falta, e cá está ela, com tudo o que implica. A Natureza é sábia, e todos os anos se renova. Ela sabe que nada é eterno, que é necessário renovar, renascer, crescer. Ciclos. Ciclos que se vão desenrolando uns a seguir aos outros, cada um com sua função, mas que se encontram interligados. Um não é possível sem o outro. Não é possível a Primavera, sem o Inverno que a antecede, infiltrando o solo com a água necessária ao posterior crescimento. Das sementes lançadas à terra por mão humana ou por ela própria, começam a nascer as flores, e o ciclo continua. Ela é capaz de levar para o ciclo seguinte apenas aquilo que interessa, deixando o resto para trás. Não se perde, mas transforma-se. 

É como me sinto neste momento. É o que eu quero neste momento. Deixar para trás tudo que não contribui para o meu crescimento, para a minha felicidade, tudo que me arrasta para baixo, num ciclo que se mantém sempre a andar sobre si próprio, onde já não identifico o princípio. Dele, levo o que aprendi, e o que não aprendi também. Porque as coisas só fazem sentido quando têm uma razão de ser, por mais pequena que seja. Porque somos o conjunto de tudo o que vivemos, que aprendemos, e do que, conscientemente, deixamos de viver também. Continuar, com a certeza que muito tenho ainda para aprender, tendo como única bagagem o pouco que já sei.

Hoje, faço minhas as palavras de Kobayashi Issa : Esta Primavera na minha cabana, absolutamente nada, absolutamente tudo.

9 comentários:

by "A Invisível" disse...

Querida Nirvana;

Novos ciclos, novas renovações, novas transformações.
Tudo sempre emconstante mudança...- já defendia Heráclito de Éfeso.
Cabe a cada um de nós, reter o que de proveitoso, aconteceu durante todas essas fases.

Agora começou mais uma nova fase: ATURARES ESTA MALUCA D ´UM RAIO DE SEU NOME "Invisível Maria". A futura "Carmelita dos pés descalços" que humildemente aqui se apresenta... COF! COF! COF!

Com a sua licença... Sim?

P.S.- JÁ TE DISSE QUE HOJE NÃO ME APETECE FAZER NADA???? Por isso olha... Ando aqui na "palheta".
HÁ COISAS PIORES!

Beijinho* (mais um excelente texto minha Amiga. Gostei muito.)

Mariana marciana disse...

Pois é, o sol apareceu e anda tudo mais feliz :)
A alma e o sangue aquecem e fervilham com vida!

Beijinhos

*C*inderela disse...

Já não era sem tempo o solzinho :P Até aquece a alma.

Bjokas ****

TouroCeptico disse...

"O que não contribui para o meu crescimento"...recicla-se no Vermelho...ao lado do Vidrão e junto ao Azul do papel....

Beijinhos

maria teresa disse...

É como me sinto!
Hoje de tarde já tomei um saboroso e quentinho banho de sol...
Abracinho

Canhota! disse...

Querida Nirvana!

"Na natureza nada se cria nada se perde tudo se transforma" estamos sempre em ciclos de mudança!!!

Já viste a nossa menina Invisível tão filosófica que está???? Foi a Wikipédia de certeza eheheh!!!

Um texto muito bonito, como de costume e ao qual nos vais habituando!

um beijinho grande e uma excelente Semana para ti!

Oh Invisível "pirosa" vai mas é trabalhar!!! vá vá lá limpar a sua mansão porque está terrifica!

Canhota! disse...

Só mais esta:

Touro! e o Pilhão??? tadinho!!!!

jinhos:)

Pinkk Candy disse...

tudo se renova, um novo ciclo inicia-se, e tal como ele, também podemos renovar-nos e começar uma nova fase na nossa vida, tentando ser sempre melhor para connosco e para com os outros. :-)

TT disse...

Sublinho o que disseste...somos um pouco de tudo (das boas e más experiências). A primavera traz alegria e podemos agarrar aquilo que achamos melhor para um novo ciclo...ela está aí...a sorrir! :)