terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Ora bolas!


Penso que todos nós temos um lado bom e outro não tão bom assim. O tamanho de cada lado varia e não é estanque. Principalmente o do lado menos bom. Incha, desincha e geralmente passa. Parece que há pessoas que têm o condão de o fazer inchar mais vezes.
 
Penso, também, que é precisamente com estas pessoas que devemos tentar usar o lado melhor. Ser bom, compreensivo, tolerante, com quem é tudo isso para nós, é fácil. Com quem não é não é tão fácil assim. Não que valha sempre a pena; tenho cá para mim que há situações perdidas.

Dominar aquele diabinho que algumas pessoas conseguem despertar não é nada fácil, por vezes. Resistir à tentação de ser romano em Roma também não, mas realmente não vale a pena. Quando ele consegue vencer, na hora até nos podemos sentir bem, mas depois não nos sentimos tão bem assim.

E agora, vou ter de avaliar uma destas pessoas, de quem não gosto, que tem o condão de me irritar. Avaliar e dar uma classificação. Se ao menos profissionalmente ela fosse competente, não seria tão difícil. Mas não é. Além de não saber, não tem a humildade de o admitir e assim aprender. Quem não sabe não mexe; primeiro aprende e depois faz, é o meu lema. Mas ela é mesmo má, não tem ponta por onde se pegue. Além de má profissional, é o cúmulo do mau carácter, para todos os colegas, principalmente para os que estão na mesma situação dela. Tinha de me calhar logo a mim na rifa!! "Ei, eu não quero", ainda disse eu. Quem faz a organização dos júris acha que eu consigo ser imparcial (não sou só eu que não gosta dela, aliás, ninguém gosta). Para ser imparcial dava-lhe zero, zerinho, isso porque não há menos. Por outro lado tenho pena dela. Também já fui avaliada e sei como é importante. A nota que eu lhe der vai fazer diferença na vida dela. Acho que quem faz o que ela faz só pode ser burro todos os dias, porque se prejudica continuamente. Acho que deve ser muito triste ser assim. Já tentei falar com ela várias vezes, já lhe tentei explicar, como se ela tivesse quatro anos, que não pode fazer o que faz. Mas ela não aprende.

Não tenho jeito para isto. E agora tenho aqui o relatório dela para ler. Vou tomar um chá de tília e arranjar coragem!

11 comentários:

Pinkk Candy disse...

Tenho um prémio para ti no meu blogue, vai buscar e reponder, lol

jinhuxx

Sonhadora disse...

oi!
Sabes que existem pessoas burras porque querem, porque pensam que sabem tudo e não admitem que não sabem, querem ser as maiores! Eu quando não sei admito, sou péssima cozinheira e não sei cozinhar melhor porque não gosto mesmo, não me tenho esforçado para isso!
Beijocas

M. disse...

Não sei porquê, mas o perfil dessa pessoa soa-me a familiar... LOL ;)

Obrigada pelas palavras que deixaste no meu blog.

Beijinhos.

by " A Invisível " disse...

Querida Nirvana;
Compreendo essa situação. Penso que é um pouco (muito) chata. E de complicada resolução interior... (digo eu! Imaginando-me, no teu lugar...)
Beijinhos* e força querida Nirvana.
(Faz o que tua consciência disser...) ;)

Pinkk Candy disse...

Acho que deves avaliar de acordo com as regras, e mais nada. E sei que vais fazer isso :)

jinhuxx

Nirvana disse...

Pinkk
Respondidíssimo!
Uma boa reflexão! Obrigada, Beijinhos

Nirvana disse...

Sonhadora
Eu não consegui ainda perceber se ela tem ou não noção do que faz. Só faz asneiras atrás de asneiras.
Eu ~enquanto não tenho a certeza de que sei fazer bem, n-ao faço e entendo que é assim que deve ser.
Beijinhos

Nirvana disse...

M.
Dizem que em todo olado há uma ovelha ranhosa.
Olha, podiam juntar-se os dois e assim não se estragavam duas casas!
Beijinhos

Nirvana disse...

Queria Invisível
É complicado, sim. Não tenho jeito para isto e não queria nada. Mas vou ter de gramar a pastilha. No fundo, tenho pena dela.
Beijinhos

Nirvana disse...

Pinkk
Aquilo tem uma grelha com vários aspectos a classificar. E coragem para dar zero? Pois...
Por outro lado, se tiver pena e tal, primeiro estoua ser injusta com as outras que são muito superiores a ela, depois, nunca mais aprende!
Bolas!!!
Beijinhos

Anónimo disse...

Também acho que és a que conseguirá ser mais imparcial. E essa menina acaba por ter sorte porque merecia alguém que não tivesse sequer pena dela.
Beijinhos
IM