terça-feira, 19 de janeiro de 2010

A (In)Competência dos outros




Há algumas coisas que me fazem confusão. Uma delas é dizerem que o nosso País está mal. Não consigo perceber porquê, quando há tanta gente tão competente e iluminada por aí.

Hoje tive de andar a resolver uns assuntos, em algumas repartições públicas, e não só. Em todos os lugares, os funcionários, todos, eram uns incompetentes. Isto nas palavras de quem, como eu, esperava, e não nas minhas. Confesso que me diverti a ouvir os comentários. Os que esperavam devem ser os expoentes máximos da competência nos seus trabalhos. Se toda aquela gente que estava à espera é assim tão competente que, aos seus olhos, todos os outros são uns atrasados mentais, uns lentos, uns incompetentes, não percebo porque nos sítios onde trabalham também há quem os considere isso a eles. Com tanta gente a achar que são os melhores, tão bons que nada se compara a eles em zelo e competência, porque é que o País há-de estar mal?

O que eu vi foram funcionários a cumprir as suas funções. Quando alguém saía, aparecia logo o número para o seguinte. Vi pessoas a fazerem o seu trabalho o melhor podem. Se há cinco funcionários e trinta pessoas para atender, com certeza as últimas vinte e cinco terão de esperar, a número trinta mais do que a vinte. Irrita-me esta mania de falar mal de tudo e de todos pelo simples prazer de falar mal, por não haver mais o que fazer e porque já é um hábito. Se cada um se preocupasse mais em fazer o seu trabalho em vez de se preocupar se os outros fazem ou não, com toda a certeza as coisas funcionariam melhor.

Não seria uma ideia excelente se as pessoas tentassem passar um dia sem dizer mal de tudo e de todos? Talvez se habituassem... Poupariam comentários despropositados, injustos, e, quem sabe, andariam mais bem dispostos....

25 comentários:

Marquês de Sade disse...

Mas quando o povo passar a ser assim deixa de ser povo português :)))))
Bjinho

maria teresa disse...

Está nos genes, vai ser difícil mudar. A maior parte das pessoas quando se lhes pergunta como estão, dizeem invariavelmente : "cá vou indo"; "mais ou menos"; "tenho andado um pouco em baixo"...
Eu quando me perguntam se estou boa, costumo dizer: eu estou boa? Não,... eu estou boazona...!
E toca a sorrir que faz bem às rugas
Abracinho

mimanora disse...

Excelente ideia de tentar por um dia não dizer mal!
Mas aqui para nós, a organização dos serviços podia ser mais eficaz, não?

Mi disse...

Acho que as pessoas podiam esforçar-se muito por não fazer os comentários... mas poucas o conseguiriam.
Acho que as críticas que apontamos aos outros são um reflexo daquilo que não somos capazes de admitir em nós e para nós mesmos!

Teclas cor de Menta disse...

Well...não podes negar que nem todas as pessoas são competentes. Aliás, infelizmente o nosso país está cheiinho de gente incompetente. E eu não acho que as críticas venham das pessoas que são competentes.

Se não, repara: No outro dia liguei para a EDP e eles durante 20min disseram-me que a minha casa não existia, o meu nome não existia, a minha morada não existia. Isto é competência? Não me parece...

As minhas malas estiveram tres dias no aeroporto de Lisboa à espera de serem encaminhadas para mim. Ninguém me avisou durante TRÊS dias. É competência?

A Vodafone atende-me, diz que me vai ligar-me dentro de minutos com respostas e QUATRO dias depois eu não tenho resposta!É competência?

É verdade, refilamos de mais. Mas é verdade, também, que precisamos de refilar ainda mais para que tenhamos melhores serviços...

Libelinha disse...

Há competência e incompetência em todo o lado!... Uns porque se esfolaram para ter o trabalho que gostam... Outros porque estão lá por cunha, o tacho até é bom mas não fazem a mínima ideia do que estão a fazer... Enfim, há casos e casos!...

Beijinhos ;P

Kika disse...

Eu concordo contigo no sentido de que chega de falar mal. MAS realmente, às vezes vemos coisas nas repartições públicas, como vemos nas empresas privadas, que são sinónimos de grande incompetência.

CybeRider disse...

Infelizmente a pequenez de muitos leva que não se consigam auto-promover sem que critiquem os outros em abundância. Quanto maior a crítica, maior o seu próprio pedestal, tentam-se assim demarcar dos lorpas e dos pouco evoluídos que não conseguem detectar mediocridades; em simultâneo, essa atitude visa encontrar adeptos, porque a auto-estima é fraca e no seu íntimo esses infelizes sentem-se de facto pouco defendidos. Diferente é a posição de quem ferve em silêncio e quando chega a sua vez diz na cara do funcionário "você é um incompetente!" - neste caso pode ser um mero acto de insanidade... Ou talvez não...

:)))

Beijinho!

mjf disse...

Olá!
Há pessoas que se queixam por tudo e por nada:=((
Mas quando o deviam fazer....ficam pelas palavras!!!!!

Beijocas

Nirvana disse...

Marquês de Sade
Mas podiam tentar, não podiam?
Beijinhos

Nirvana disse...

Maria Teresa
Aí está. Parece que as pessoas gostam de cultivar esse estado de adinamia, de baixo astral.
Eu acho que diz muito bem!!
Beijinhos

Nirvana disse...

Mimanora
Não digo que não, porque podia. Mas na maior parte das vezes as coisas não funcionam não por causa de quem está ali a trabalhar e a dar a cara, mas por causa das instâncias superiores. Mas quem ouve e muitas vezes até é insultado, são os desgraçados que estão ali.
Beijinhos

Nirvana disse...

Mi
Tocas num ponto importante. Por incrível que pareça, quem mais diz mal não é quem é mais competente no seu trabalho. Há pessoas para quem tudo está mal, mas que não fazem absolutamente nada para mudar, mesmo quando está ao seu alcance.
Beijinhos

Nirvana disse...

Teclas cor de Menta
Claro que há pessoas competentes e outras nem por isso, em todo o lado. Não digo que não haja incompetência. Há, e muita, às vezes. Aliás, confesso que não tenho muita paciência para a incompetência, quando ela existe. Mas não é sobre essa que falo. Também conheço algumas histórias inacreditáveis em que a incompetência rasa o absurdo.
E acho que devemos expôr a nossa insatisfação.
O que eu queria falar aqui, é do falar mal por falar mal, mesmo sem razão. Quando eu entrei na dita repartição, tirei o nº 43. Ia no 25. Adivinhava-se uma espera longa. Havia 3 funcionários, que estavam efectivamente a trabalhar. Não os vi irem à rua fumar um cigarro, nem tomar café, porque não saíram dali. Estavam a trabalhar. Mas as pessoas não pararam de dizer mal, não de quem põe lá tão poucos funcionários, mas deles, que estavam a esforçar-se e a tentar despachar. Isto é que está mal. Dizer mal de tudo e todos.
Beijinhos

Nirvana disse...

Libelinha
Tens toda a razão :)
Eu cunha, só gosto mesmo das francesinhas da Cunha, aqui no Porto :)
Beijinhos

Nirvana disse...

Kika
Estamos de acordo! Há coisas que são inadmissíveis, que só mesmo rindo para não chorar.
Mas chateia-me estar sempre a ouvir falar mal e mal e mal.
Beijinhos

Nirvana disse...

Cybe
Pois, tens toda a razão. Mas quando chega a vez deles, não dizem "você é um incompetente", muito menos fundamentando essa frase. Quando muito insultam-no gratuitamente. Partem do princípio que toda a gente é incompetente e que só eles são donos e senhores da razão. Até porque todos parecem conhecer muito bem a palavra "direito", mas a palavra "dever" foi esquecida há muito.
Beijinhos

Nirvana disse...

Mjf
É isso mesmo, por tudo e por nada. É deprimente. Nunca nada está bem, nunca nada é suficiente. Mas mexer uma palha? Não, nem por isso!
Beijinhos

Pinkk Candy disse...

Seria uma excelente ideia sim senhora, mas...não era a mesma coisa! [lol]

OH Nirvana há muita gente incompetente a trabalhar porque lá foram colocados com cunhas, essa é a minha teoria (uma das minhas, tenho outras).

E 'prontes' este post dava pano para muitas mangas!!!

Vamos ser lá optimistas, que é melhor, não é, é!!! xD

bjs***

Anónimo disse...

Dizer mal está para o povo português como o samba para o Brasil. Está no sangue.
Desta vez ninguém te disse em França é que é bom? Lol. Não me vou esquecer da tua resposta para dizer o mesmo quando me acontecer a mim.
Beijinho
IM

Gemini disse...

A mudança tem de começar em casa, Nirvana.
Burro velho mais vale matá-lo que... Por isso, é mesmo juntos dos mais novos que devemos exercer influência!

Se cada um fizer o seu, o de todos aparecerá (bem) feito!

Uma beijoca

;)))

Nirvana disse...

Pinkk
Lol!!
Eu sei. Mas também há muita gente competente, que se esforça para as coisas funcionarem, e que muita vezes se vêm atados de pés e mãos porque não têm condições para trabalhar.
Beijinhos

Nirvana disse...

IM
Voltaste com o samba no pé, foi?
Lolll... não aprendes nada aqui, essa é que é essa!
Beijinhos

Nirvana disse...

Gemini
Se cada um fizer o seu, o de todos aparecerá (bem) feito! É o que eu penso!!
Quanto aos mais novos, muitas vezes não é fácil. Podemos dizer-lhes as coisas em casa, mas eles passam muito tempo fora de casa, na escola. Acredita que às vezes fico incrédula com coisas que o meu pequenino vem a dizer. Resta-me a esperança que o que eu lhe vou dizendo fique naquela cabecinha!!
Beijinhos

Miss Complicações disse...

Uiiii isso é tão normal...
A Tia Complicações é funcionária Pública e passa a vida a "chorar-se" que não dá conta do serviço e que acaba por se sentir frustada por não prestar boms erviço em termos de rapidez. Mas tb a coitada nada pode fazer. Há gente que deve ser mesmo um espectáculo. Deviam colocar essas pessoas a fazer atendimento ao público. Isso é que era de valor