quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

...






"A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade."

Carlos Drummond de Andrade

11 comentários:

TT disse...

..mesmo!...muito bom!

maria teresa disse...

Por isso devemos fazer o contrário.
Abracinho

pepita chocolate disse...

Parece-me que o problema não reside somente nisso. Há gente que nem sabe o que é o amor, para o saber dar com sabedoria. A mágoa reduz a vontade de arriscar.

E no fim de tudo, andamos de costas voltadas uns para os outros, porque usamos todas as forças a criar guerras e baixamos os braços para construir a paz. A prudência é fruto de muitas mágoas. Tudo porque a felicidade para um caminho espinhoso, tortuoso e há cada vez menos gente, a não acreditar que. lá ao fundo do caminho, mora a felicidade. Aquela que já não achamos que seja uma realidade. Será antes uma quimera.

Beijoca!

*C*inderela disse...

Exactamente. Concordo em tudo :)

mjf disse...

lá!
Verdade!!!
Temos de viver e ser felizes diariamente:=))))
A felicidade é um estado mental....
Devemos dizer o que sentimos, hoje, pois amanhã pode ser desnecessário.

Beijocas

JFDourado disse...

Uma verdade! A vida é tão curta...

Bjs

Kika disse...

Também acho. Porque isso é "não viver" ;)

Libelinha disse...

A vida é demasiado curta!... Andas muito filosófica, hehehe!...

Beijinhos dançantes ;P

Soraia Silva disse...

O desperdicio da vida passa por duas situaçoes:
1º o que deixamos por fazer, uma vez que era benefico para nós
2º por aquilo que fizemos e era escusado fazer..

é desta forma que vejo onde está o desperdicio da vida!!

por isso, devemos aproveitar a vida fazendo o correcto, e evitando os erros :)

beijinho Nirvana

Anónimo disse...

Lembro-me de alguém me dizer isto. Também me disseste que o importante é sermos coerentes conosco. Não me esqueço disto. Não te esqueças tu também.
Abraço grande

Gemini disse...

Porque as pessoas pensam que a felicidade é uma chegada, uma meta, mas não é... É a viagem!

Por isso há coisas que não se adiam, como o amor; "Amo-te", custa tão pouco dizer! E todos temos pessoas nas nossas vidas que amamos, a quem quase nunca dizemos.

Alguém tem de ceder, no sentido de dar o primeiro passo, mudar o rumo das coisas...

"Be the change you want to the world"!

Beijoca.