quinta-feira, 4 de março de 2010

.......................



Há quem tenha medo de mergulhar. Perigoso, dizem. Mas não é o mergulho que nos mata, mas sim permanecer debaixo de água. Sem uma botija de oxigénio. Muitas vezes, o mergulho parece-nos irresistível. A água cristalina lá em baixo, convida. O gosto pela aventura também. Cada mergulho é uma aventura! O que encontramos debaixo da superfície azul é sempre diferente, mesmo quando mergulhamos cem vezes no mesmo sítio. Porque o fundo do mar, tal como nós, também muda. E é isso que faz com que o mesmo acto seja sempre diferente.

Tal como quando mergulhamos, a imprudência não é a melhor amiga. Primeiro, há que avaliar o equipamento, ver se está tudo em ordem, para não sermos surpreendidos por situações menos boas. Avaliar se temos tudo o que é preciso. É o que devemos fazer na vida também. A nossa botija, neste caso, está cheia com tudo o que somos, o que aprendemos, o que nos tornamos. É ela que nos vai manter com níveis de oxigénio aceitáveis. Quando este começa a faltar, as ideias começam a ficar confusas, o raciocínio tolda-se e aí temos duas opções: ou nos deixamos ir e acabamos como fósseis ou comida para os peixinhos, ou vimos à superfície. Depois, já com mais um nívelzinho na botija de oxigénio, com mais um saber, decidimos se voltamos ou não a mergulhar.

Nem sempre é seguro, muitas vezes não sabemos o que vamos encontrar e, por muito bom que esteja o equipamento, chegamos à conclusão que  afinal ainda não tinhamos o que era preciso. Mas, se ficarmos na margem, na escarpa, a olhar, apenas podemos imaginar como será. Embora a imaginação seja uma coisa fantástica, nunca será igual à realidade, pois não?
 

25 comentários:

JFDourado disse...

E tu, quando é que publicas o teu livro? :P
Gosto muito de ler as tuas reflexões :)

Kika disse...

E às vezes, quando somos surpreendidos, vemos as melhores coisas. :)

L'Enfant Terrible disse...

Nesses casos, de hesitação, o único remédio é mesmo fechar os olhos e saltar para o desconhecido, de outra forma nunca se viverá a vida!

Checa disse...

Só nos devemos arrepender daquilo que não fizemos.Ficar a pensar como seria se... não!


Beijinhos!

Libelinha☆ disse...

Ás vezes custa dar o salto mas... Ficar a imaginar como seria... Não nos leva a lado nenhum...

Beijinhos ;P

Cris disse...

E eu que preciso aprender a mergulhar de cabeça em tudo o que faço, sinto que na maioria das vezes fico a deriva (pois assim é mais seguro) mas a realidade é bem diferente da imaginação como bem disseste.

by " A Invisível " disse...

Querida Nirvana;
Na minha opinião, nesses casos mais vale arriscar, do que ficar a lamentar os pressupostos de : "e se..."
Mais vale ir e ver como é. Ao menos não surge o arrependimento de não termos ido. (isto nas situações referentes à vida. Claro!)

Beijinho muito grande* e boa quinta-feira* Com muita paz*

continuando assim... disse...

convite para seguir a historia de Alice, lá no
Continuando assim...

ainda vai no início :)

espero que gostes

bj
teresa

Mariana marciana disse...

Metáfora muito bem pensada :) continuando esse raciocino, embora seja possivel mergulhar sozinha, é sempre preferivel fazê-lo com companhia, ter quem nos apoie e puxe para a superficie se nos virmos sem ar e sem força... que partilhe um pouco do oxigénio que trouxe para a aventura

Teclas cor de Menta disse...

=)

Pinkk Candy disse...

a imaginação às vezes é melhor que a realidade, ou que certas 'realidades'! essa é que é essa, e a nossa imaginação prega-nos partidas e faz-nos sonhar com coisas que só existem na nossa imaginação!

claro, mais vale viver a realidade do que o sonho! mas já alguém dizia que o sonho comanda a vida, e pronto já estou a divagar...

=)

xoxo

Miss Complicações disse...

Tens razão, mas a sensação de mergulhar é tão boa que acho que vale sempre a pena. Se pensarmos sempre nas dificuldades, nunca vamos ter pequenos momentos de felicidade. "Não há bela sem se não" :)
Anda lá! Manda-te de cabeça ;)

Nirvana disse...

JFD
Agora fizeste-me rir!! :P Não tem comparação possível!
Obrigada, fico contente por gostares, vindo de alguém que escreve como tu, mas estas minhas divagações têm tudo menos potencial literário!
Falava a sério, quando te perguntei porque acho que escreves lindamente. Daqueles textos que, se eu encontrasse num livro, fariam com que eu o comprasse.
Beijinhos :)

Nirvana disse...

Kika
Acho que a única opção que temos é mesmo ver tudo como uma aprendizagem, como mais um nívelzinho de oxigénio. Só assim poderemos mergulhar bem fundo, sem medo.
Beijinhos

Nirvana disse...

Terrible
Eu já fui uma rapariga muito ponderada. Pensava trinta mil vezes nas coisas. Tinha sempre receio de falhar, de errar. Acho que me está a acontecer o que não devia: quanto mais idade tenho, menos ponderada fico, e menos hesito. Só espero um dia não mergulhar num mar sem água e partir o meu rico pescocinho!
Beijinhos

Nirvana disse...

Checa
Minha amiga, digo isso tantas vezes. Mas não posso dizer que nunca me arrependi de algo que fiz, porque já me arrependi. Mas arrependi-me muito mais de algumas coisas que não fiz. Isso, sem dúvida alguma!
Beijinhos

Nirvana disse...

Libelinha Linda
É por isso que tu tens asas, não é?
Assim podes dar grandes saltos, voos!
É por isso que transmites toda essa alegria que transmites!
Beijinhos

Nirvana disse...

Cris
Como eu te entendo! Fiz isso tantas e tantas vezes. Mas é a pior coisa que podemos fazer. Se for para errar, se for para batermos com a cabeça na parede, só fazendo isso vamos conseguir perceber, entender, e ultrapassar. Evitar esse tipo de dor já é doer. E nunca ficamos contentes connosco se ficarmos à nossa margem. Bem ou mal, somos o rio e não a margem!
Beijinhos

Nirvana disse...

Querida Invisível
Concordo plenamente! Se não tentarmos nunca saberemos, e é de tentativa em tentativa que nos vamos construindo. Mas, para te dizer a verdade, daqui a pouco estou maior que a torre Eiffel!
Beijinhos :))

Nirvana disse...

Continuando Assim
Lá irei!
Bjinhs

Nirvana disse...

Olá M. Marciana
Benvinda! Obrigada pela visita!
Tens toda a razão. Mas para mergulhar, é preciso alguém em quem confiemos plenamente!! Alguém que saibamos que não nos vai cortar o tubinho da garrafa ou meter-se atrás de nós ou fugir quando aparece um obstáculo. Claro que a confiança se constrói!
Beijinhos

Nirvana disse...

Teclas
:))
Vai um mergulho? :))
Beijinhos

Nirvana disse...

PinkkY!!
Sabemos o que é felicidade quando a realidade é melhor que os sonhos! Isto seria uma felicidade só, todos os dias, se tivessemos sonhos pequeninos! Mas temos sonhos grandes, e ainda bem! Na imaginação geralmente não deixamos lugar para finais menos felizes, histórias com contratempos não ultrapassados. Mas esquecer a realidade é uma ilusão e acabamos por não viver.
Vale mais um mergulho em que temos de voltar à superfície do que ficar sempre na superfície. Não nos falta o ar, é certo, mas também não o perdemos!
Beijinhos ;)

Nirvana disse...

MissC
Enquanto pelo menos me parecer que vale a pena, nem vale a pena pensar que será de outra maneira porque sei que não resisto ao mergulho!
E se algum dia partir o pescocito, remenda-se! Ou talvez não, mas vale a pena o risco!
Beijinhos

Anónimo disse...

Ainda te deixas dominar muitas vezes pelo que deves fazer em vez de fazeres o que queres, mas estou a gostar de ver que começas a pensar um bocado mais em ti.
Beijo
IM