segunda-feira, 24 de maio de 2010

Verbos...


Querer. O que queremos é fácil. Queremos ser felizes, queremos estar bem.  Isso nós sabemos, é relativamente fácil, se só existir o verbo querer. Mas, por vezes, há uma grande diferença entre o que queremos, o que fazemos, o que podemos, o que devemos, o que devíamos querer e o que devíamos fazer.

O que queremos deveria ser equivalente ao que podemos, porque se queremos e não podemos, não fazemos, e isso será causa de não sermos muito felizes. Se a isto juntarmos o que devemos, se calhar algumas coisas do que queremos ficariam anuladas. Não todas, mas algumas. Caso queiramos atormentar-nos mais um bocadinho, vamos buscar o que devíamos querer e então aí, além da infelicidade de querer e não ter ou não fazer, junta-se a sensação de que não estamos a ser realistas e o complexo de culpa, porque não devíamos. Se nos atrevemos a fazer, mesmo sabendo que não devíamos, e depois constatamos que a parede afinal é muito dura, depois de lá bater com a cabeça com toda a força, além da incomodativa dor de cabeça, fica uma culpa ainda maior, além de desilusão, connosco e/ou com os outros. 

Frases como eu podia, eu podia mas não devo, eu devia mas não posso, começam a girar nos nossos circuitos cerebrais, e o mais certo é haver um curto-circuito capaz de levar a um verdadeiro apagão, e aí não podemos, não fazemos e já pouco importa se devemos. No fim, ficamos com nada. Porque não fizemos o que podíamos. Porque andar às voltas nem sempre nos leva ao ponto de partida. 

Para mim, será sempre este o factor capaz de me fazer decepcionar comigo, ficar com a sensação que não fiz o que podia. O dever por vezes é tão relativo e é-nos tão imposto só e apenas pelos nossos próprios limites. E o querer, esse, é o mais feliz de todos, porque muda, e pode mudar quantas vezes quiser, que receberá de nós sempre a aprovação e um sorriso. 

15 comentários:

by "A Invisível" disse...

Querida Amiga Nirvana Nexita da Reencarnação;

Bom dia! Bom dia!
Fantástico! Maravilhoso de se ler...
Minha Amiga, desejo-te uma semana excelente, com menos correria que a da semana passada! ;O)))

Beijinho enorme e aquele abraço, muito, mas muito apertado*

Rita G. disse...

Adorei o post. Tens uma capacidade incrível para transmitir emoções, adoro ler os teus textos! Bj:)

Anónima disse...

Também adorei ler o teu post. Acho que melhor não escreveria. Também penso o mesmo.
É a tal coisa quanto mais pensamos, menos usufruimos da vida. O dever é deveras complicado em certas situações, causando a tal sensação de culpa.
Costuma-se dizer que nos arrependemos mais do que não fazemos, do que do que fazemos. Acho relativo, visto que às vezes também nos arrependemos do que fazemos. talvez por esse pensamento também de que não deviamos.
A vida de certo não é facil. Todos julgo eu queremos ser felizes, mas ser é mais dificil, mas será que nós mesmos nao temoc culpa, ou seja nao contruimos barreiras impeditivas para tal?!
O poeta Fernando Pessoa, disse, a vida nao se fez para pensarmos nela, mas para vivermos. Acho que há situaçoes que temos de viver mesmo. Por vezes nós somos capazes de inventar problemas, de sermos complicados. Como que pensar no que deviamos ter feito. O passado nao se muda já, o futuro também nao podemos fazer nada, mas aqui, no presente sim.
Fica bem
Beijinhos

L'Enfant Terrible disse...

Parece que descreves a minha vida na perfeição! Tirando a última sábia parte que eu bem conheço, mas pareço desconhecer!

Libelinha☆ disse...

Eu queria, devia e podia... Qualquer coisa... Tantos quereres... Tantos deveres...Tantos poderes!... Temos nós... Ou queríamos ter... lol!...

O texto está 5 estrelas... Eu é que estou com preguiça para pensar, lol!...

Beijinhos ;p

Mariana marciana disse...

Ó Nirvanita, isso dava pano para mangas... ai se dava!
Sr dai-me Coragem para mudar as coisas
que posso mudar. Serenidade para aceitar aquelas que eu não posso mudar. E sabedoria para distinguir as duas. Se juntarmos: Sr. dai-me a Inocência duma criança para saber aceitar as coisas boas que já possuo... Aí seriamos felizes! :D
Beijocas

Canhota! disse...

Por vezes é entre o querer e o poder que encontramos obstáculos nas nossas decisões! quantas vezes queremos, queremos...e depois...nada ou por falta de coragem ou porque simplesmente não nos apetece ou até mesmo porque não é possível!

Mas também existe o querer/poder que se transforma em fazer e é tão bom...sabe tão bem..termos atingido aquilo que quisemos! é o culminar de algo desejado!

Quantas vezes me decepcionei comigo por ter tido oportunidades de algo e de não as ter agrrado, não ter aproveitado porque o medo de..foi superior ao querer...mas nunca devemos de desistir, pode demorar...mas havemos de conseguir!

O sonho é realizar todo o querer! pode ser que um dia....

jinhos:) como sempre lindo!

Nirvana disse...

Oh Amiga, Obrigada. Espero que seja menos preenchida, pelo menos.
Acho que estou a precisar de férias! Estou cansada!
Aquele Abraço, Amiga, de coração :)

Nirvana disse...

Rita
Obrigada :).
Às vezes a confusão é tanta que tentar ordenar as ideias assim, escrevendo, consegue da-lhes outra perspectiva. Outras vezes não, mas ajuda sempre.
Beijinhos

Nirvana disse...

Anónima
Obrigada pelo comentário.
Confesso, estou a ficar um pouco farta do dever. Quantas vezes fiquei pelo caminho por causa do dever. Fiz o que achei correcto, mas olhando para trás não sei se fui assim tão correcta comigo. Fui pelo menos coerente, o que já não é mau de todo.
Eu arrependo-me de coisas que fiz, não só das que não fiz. Há coisas que se tivesse oportunidade, faria de modo diferente, mas também não vale a pena penitenciarmo-nos por isso. É aprender e avançar!
Beijinhos ;)

Nirvana disse...

Terrible
:)
Do que escrevi, só posso concluir que não podemos complicar muito, ou corremos o risco de nos enredar em conjugação de verbos que nos impedem de conjugar aquele que realmente interessa: Viver!
Beijinhos

Nirvana disse...

Libelinha Linda
:)) Conseguiste fazer-me rir! É o que me acontece quando ligo o complicómetro: curto-circuito!:)
Beijinhos

Nirvana disse...

Mariana
Distinguir é que é difícil por vezes. Mas, é como dizes, pudesse dizer isso e seria bem mais fácil.
Eu não gosto de complicar as coisas, gosto de tudo muito básico, muito simples, mas acho que o sol queimou aqui alguns fusíveis!! ;))
Beijinhos

Nirvana disse...

Canhotinha Linda
É isso tudo, amiga!
Querer e não poder, e principalmente saber que tudo isso é apenas o resultado do que achamos que devemos é muito ruim.
Mas, estamos sempre a aprender e tentar mudar para melhor. Corrigir esses medos, enfrentá-los e mandá-los dar um passeio parece-me uma bos ideia :))
Beijinhos, Obrigada :)

joao disse...

Concluo que conjugar vários verbos ao mesmo tempo é muito complicado. Mais um post que faz pensar.
Um abraço