terça-feira, 25 de maio de 2010

Fugir!


Há alturas em que apenas me apetece fugir...
Fugir da rotina que me esmaga, fugir dos compromissos que não me apetece cumprir, fugir do mundo que me conhece, fugir dos sentimentos que não quero sentir, fugir das palavras que não quero dizer, e das que quero dizer também, fugir de mim.
Nessas alturas, questiono tudo. O ontem, o hoje, o amanhã.
Nessas alturas apetecia-me ter coragem para fazer apenas o que me apetece, sem pensar em nada, nem em ninguém.
Nessas alturas apetecia-me ser egoísta e pensar apenas em mim.
Nessas alturas apetecia-me pegar numa borracha e apagar pensamentos e sentimentos. Substituí-los. Mudá-los. Ignorá-los.
Nessas alturas, queria ser maior. Ser o lápis em vez do desenho.
Nessas alturas, queria apenas deixar-me em paz.
Nessas alturas, queria apenas fugir. Para bem longe. Onde não fosse possível encontrar-me.
Nessas alturas sei que não adiantaria de nada fugir, porque não era do mundo que queria fugir, mas tão só e apenas de mim.

10 comentários:

Sonhadora disse...

Uau! Também queria fugir de tudo e de todos mas como tu dizes, talvez quisesse mesmo fugir de mim mesma!
Beijocas

Rita G. disse...

Podia ter sido escrito por mim...bj linda!:)

Psiuuuu!!Sou eu! disse...

Como eu te entendo, há momentos que é apenas isso que apetece e nada mais. A boa noticia é que mesmo sem fugires vai passar :)
e espero que bem rápido, porque são mesmo dificeis esses momentos...
Bjito

Gaja com G maiúsculo disse...

Todos nós precisamos de fugir de vez em quando, deste mundo, da nossa realidade, portanto querida podes fugir para o meu cantinho ;))

Beijinhos Grandes

S. disse...

Como eu compreendo cada uma dessas palavras...

Beijinhos enormes

Miudaaa disse...

Todos nós mais dia menos dia, queremos Fugir... é uma realidade. Uma constatação.

Hoje, eu Fugia.

Anónima disse...

Ya! também penso o mesmo. Incrivel como existem pensamentos ou sentimentos mesmo que são partilhados por muitas pessoas.

Fugir para um sítio sem pressão, pnde podessemos estar em paz, nem que seja connosco mesmos. Por vezes o meio que nos rodeia não nos deixa livres. Ou seja às vezes temos de agradar os outros, ou cumprir mesmo deveres, como tem que ser. Enfim...às vezes sempre dá para fazer isso, nem que seja muito pouco tempo, e sabe bem.

Beijinhos

Libelinha☆ disse...

Ás vezes apetece mesmo mas... Como sou teimosa... Finco o pé!... E... Sorrio!...

Beijinhos ;P

Anjo De Cor disse...

Tb muitas vezes me apetecia fugir.... como te entendo ;)
Gostei do teu blog*
Bjs*

joao disse...

Um desabafo que encaixa na vida de qualquer pessoa. Tantas vezes que queremos fugir da rotina!
Um abraço