terça-feira, 12 de maio de 2009

Dinheiro para quê?


Há coisas que acho engraçadas...

Acho que há certas coisas que se dizem porque fica bem, porque é bonito, porque é in, porque assim parece demonstrar uma imensidão de pensamentos e sentimentos bons. Como nos concursos de misses em que todas têm como maior sonho acabar com a guerra e a fome no mundo... Será que alguém acredita nisso? Pensando bem, é melhor dizerem estas frases pré-feitas do que isto ou isto, para não se rirem das loiras.

Um dos meus clichés preferidos é "não ligo a dinheiro", "o dinheiro não é importante". Acho engraçado porque só o ouço dizer a pessoas COM dinheiro. Ainda este fim de semana ouvi isto da boca de uma senhora com malinha Louis Vuitton ao ombro... Mas se calhar estou a ser injusta e ela não se importaria de usar um saquinho de plástico do continente para transportar os seus haveres.

Nunca ouvi as pessoas que têm de contar os tostões todos para ver se conseguem sobreviver até ao fim do mês a dizer não ligo a dinheiro. Quem diz isto devia começar a dizer "não ligo a dinheiro, porque tenho montes dele". Aí já não me chateava ouvi-las.

Ter dinheiro não é passaporte para a felicidade, para a realização pessoal. Não poderia concordar mais. Dinheiro não compra felicidade, outro cliché, mais verdadeiro que os anteriores. Chamem-me materialista, mas, a ser infeliz, mais vale ser infeliz rico. E a ser rico, mais vale ser feliz. Se isso não acontecer, sempre pode ocupar o tempo!! Agora infeliz e pobre é bem pior. Digo eu!

Se isto fosse verdade, e o dinheiro, essa coisinha desprezível que faz girar o mundo, não fosse importante, estaríamos livres da tão falada crise. E não haveria filas às sextas-feiras porque as pessoas estacionam em quinta fila para irem registar o euro-milhões em semana de jackpot.

Para mim, remediada assalariada com vocação para milionária... fica-me... a rica felicidade. E não me queixo. Mas também não digo que não me importava de não ter um tostão.

10 comentários:

Anterus Belchans disse...

E quem afirmar o contrário é um falso moralista! ;)

Até porque, acho que todos pensam assim.

pepita chocolate disse...

Vou dizer o que a maioria diria logo (desculpa a falta de imaginação): o dinheiro não dá felicidade, mas ajuda!

Beijoca!

Soraia Silva disse...

Dizem que em muitos casos o dinheiro nao é tudo, nao nos dá a felicidade, nao compra o amor que se tem pelas pessoas.
AGORA DIGO EU...
O dinheiro pode comprar tudo o que seja material, mas de facto paga-nos as contas, da-nos acesso a uma casa, faz com que tenhamos uma vida melhor, mais descansada...

é obvio que se me dessem a escolher, eu preferia ser rica e feliz, mas enquanto nao o sou (sou optimista de mais Às vezes eheheh), prefiro viver com pouco, o suficiente para viver e poder ser feliz.

CybeRider disse...

"Agora é que me arranjaste a bonita". Pensei a primeira vez que te li este texto.

Pois, que já cá vim dezenas... Que pensei que te tinhas zangado com alguma coisa que cá deixei. Que estava com medo de te deixar mais alguma que te causasse a mesma (suposta por esta mente preversa) indiferença...

De repente, zás partes-me o espelho com um comento fabuloso!

Lindo...

E gritei cá dentro: "YES!"

E voltei, atrás do teu dinheiro... :)))

Por isso já sabes... Não estou cá por amor.

Tinha para aí 16 ou 17 quando disse ao meu progenitor que não gostava de dinheiro, nunca estive mais perto de apanhar um (outro, porque não dizê-lo?) estalo... Bem há menos anos, já com trabalho, vida e responsabilidades, garanti-lhe que estava a poucos passos de diferença de um sem-abrigo... Só desgostos...

Estas afirmações perseguem-me, atravessam-me e saem-me pela boca com alguma convicção.

Talvez por sentir que, não fossem as amarras das responsabilidades e a saúde que me permite aguentá-las, até me sinto com capacidade para esquecer luxos e caprichos e viver como um eremita (tal não queira a sorte), sózinho e sem espelho, e para grande lástima dos meus.

Que ganhá-lo é um jogo difícil, juntá-lo é outro desafio, conseguir ter o suficiente para distribuir, é outra estória.

Sobretudo porque faz muita falta enquanto andamos neste desafio de o conseguir. Por isso lamento muito os pobres e miseráveis, ajudo parcamente quem posso, não me vou juntar a eles enquanto puder andar neste carrossel mágico que me permite encher a barriga e aos meus.

Chamem-me nomes!... Mas se estiver destinado ao infortúnio, mal ou bem sobreviverei. (...emos, todos! Que é a sobrevivência que nos corre nas veias, com mais força que a ganância do dinheiro.)

Boa semana!
Bjk

CybeRider disse...

E olha, este sistema de censura nas caixas para mim é um suplício.
Mas tu lá saberás o que temes para ter este sistema activo.

Pessoalmente não temo as ideias de ninguém, nem críticas sejam elas quais forem. E parvoíces posso sempre apagá-las à posteriori, mas nunca me aconteceu. E olha que já tive coisas graves pela blogosfera.

Mas isto é só uma opinião, não me odeies por causa disso.

Bjk

Nirvana disse...

Anterus, concordo plenamente... eu também não me vou preocupar com dinheiro quando tiver muitoooo e trabalhar só por prazer ;)

Nirvana disse...

Pepita, ajuda sim... se não tivesse dinheiro para pagar aqui a net, como ia seguir o teu fabuloso blog?
Bjks

Nirvana disse...

Obrigada pela visita Soraia. É claro que o dinheiro não compra muita coisa, e o que realmente importa nesta vida nem preço tem.
O que me irrita às vezes é as pessoas (as que conheço, obviamente, porque as outras não sei)cheias de dinheiro dizerem essas coisas. Não as "critico" por serem ricas, e algumas trabalham para isso,mas porque acho que muitas vezes só dizem isso porque fica bem.
Bjks e volta sempre!

Nirvana disse...

CybeRider, bem-vindo, seja qual for a razão ;)
Às vezes não consigo mesmo arranjar tempo... para pensar.

Se dessemos muita importância ao que dizemos aos 16 anos, estavamos desgraçados!! Eu, pelo menos, estava. Mas depois crescemos e as responsabilidades vão aparecendo. Mesmo sem nos apercebermos, vamos fazendo tudo aquilo que dissemos que nunca faríamos.

Ainda bem que não te tornaste eremita e, se algum dia pensares nisso, por favor, leva o computador, para continuares a escrever!!!

Vou-te dizer porque coloquei esta coisa da moderação dos comentários. Não é por temer críticas negativas. Eu escrevo o que acho e não têm de concordar comigo.
A ideia era responder aos comentários logo a seguir e ficar comentário-resposta-comentário-resposta. Mas como podes ver, o resultado foi completamente o contrário... Por isso, vou tirar esta coisa.

Bjks e um obrigada especial pela tua visita!

CybeRider disse...

Pois Nirvana, e a malta gosta de ver o comentário a aperacer, ficamos logo a saber que a coisa funcionou e que não ficou para aí perdido numa maluquice qualquer do blogger, além disso dá também para aprofundar algum ponto de vista que já cá estivesse.

Eu adoptei um sistema: há para aí uma opção em que o blogger manda um email para a nossa caixa, com o comentário. Dá-me jeito, porque gosto de ler tudo e há quem deixe comentários nos textos mais antigos. É uma ideia.

Bjk