terça-feira, 20 de julho de 2010

Será???


Será que tudo tem de ter um objectivo?
Será que a alegria, mesmo momentânea, não é objectivo suficiente, mesmo não havendo nada palpável?
Será que tem de haver sempre algo a ganhar ou a perder?
Será que tem de haver sempre um porquê?
Será que não é possível fazer algo só porque sim?
Será...?

Será que voltei à idade dos porquês? Ou será que nunca saí dela? Não tarda muito marcam-me uma consulta...

6 comentários:

mjf disse...

Olá!
Hummmm dificil esta resposta:=((
Mas acho que posso fazer muita coisa só porque sim!!!
Penso eu;=)

Beijocas

by "A Invisível" disse...

Senhorita Pastorita Nirvana Nexita da Reencarnação;

Pois que eu concordo com o comentário da querida mjf.
Todos podemos fazer muitas coisas, "só porque sim". Lá temos que ter sempre uma justificação (perante nós) para fazermos as coisas!

Bora lá a viver SOMENTE. A desfrutar. Isso sim; vale a pena! :))

Beijinho grande minha Amiga*

Psiuuuu!!Sou eu! disse...

Estou tentada a responder que sim... Mas o que é certo é que geralmente existe sempre um motivo, nem que seja um "porque me apetece"...
bjinho

Canhota! disse...

Será?
Claro que sim!
E porque não?
E com os anos a passar mais fazemos o que nos apetece fazer e como queremos fazer!!

A idade dos porquês existirá sempre...mas tudo depende da forma como os interrogamos e quando o fazemos!

jinhos:)

Ah quando fores a consulta se quiseres companhia eu vou ehehhe...

Rita G. disse...

Acho que há situações em que se deve viver a alegria pela alegria, não pensar em mais nada. São esses os melhores momentos. Bj:)

Anuska disse...

E porque não ser por ser?? Sem pensar em mais nada, como o prazer pelo prazer tão somente