quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Ser ou não ser

Eu sei que nem tudo o que é nacional é bom, mas nem tudo é mau. Se há uma coisa em que a diversidade e riqueza imperam, além do cozido, claro, é na Língua Portuguesa. Algumas das nossas palavras nem conseguem ser traduzidas noutros idiomas. Conseguimos ter imensas palavras e expressões com o mesmo significado.

Por exemplo, para dizer que alguém é assim, digamos, um pouco maluquinho, podemos dizer:

- Não fechas bem a tampa.
- Não estás bem, tu!
- Não tens os parafusos todos.
- Não te trates, não...

Fico por aqui, porque o dia ainda não acabou. Estou aqui a pensar com os meus botões (melhor, sem os meus botões porque se encontram ausentes da roupa que vesti hoje) se será muito grave ouvir estas quatro frases dirigidas a uma só pessoa, neste caso eu.

É que há dias assim. Em que acordo com a corda toda. Em que me apetece dizer disparates. Em que me apetece quebrar um bocadinho a monotonia do dia-a-dia. Em que me apetece rir, mesmo sem motivo aparente. Em que me apetece arrancar uma gargalhada ao mais sisudo dos colegas (para os lábios não ganharem ferrugem e ainda serem capazes de esboçar um sorriso). Em que me apetece ser um pouco louca, sim. De uma forma saudável. Em que me faz bem tentar absorver alguma energia positiva.
Eu calo-me... antes que me internem...

Reflectindo nestas palavras de Fernando Pessoa...

"A loucura, longe de ser uma anomalia, é a condição normal humana.
Não ter consciência dela, e ela não ser grande, é ser homem normal.
Não ter consciência dela, e ela ser grande, é ser louco.
Ter consciência dela, e ela ser pequena, é ser desiludido.
Ter consciência dela, e ela ser grande, é ser génio".

... e pergunto-me qual serei. Tenho consciência dela, e, segundo dizem, é grande. Por isso, como sou uma rapariga modesta, apenas digo...Fernando Pessoa era um génio ;).

11 comentários:

Gemini disse...

Bem, Nirvana... Eu escrevi sobre a loucura! Por isso, volto depois para comentar melhor!

;)))

UM beijinho!

E... disse...

Nirvana:

"A arte de ser louco é jamais cometer a locura de ser uma pessoa normal"

CybeRider disse...

Pois já eu fico aqui a pensar se jogas com o bilhar todo... Ou se tens os cinco alqueires bem medidos... Talvez pudessemos comparar os macaquinhos do sotão, ou construir sabe deus que teorias com o tal parafuso a menos, que pudessem afectar a caixa dos pirolitos, mas ainda nos saltava a mola e ficávamos a bater mal da bola; por isso é melhor jogar com o baralho todo. Não vá para aí ficar chanfrado e para além de doido ser varrido.

E é melhor ficar por aqui porque senti alguma coisa cair, deixa-me lá procurar... Acho que perdi a cabeça...

Beijinho Nirvana

marianinha disse...

Sem duvida um verdadeiro genio

Sonhadora disse...

Olá bom dia!
Sabes que eu já tive uma fase assim e acho que foi a melhor! Era muito divertida, tinha o poder de fazer rir os outros e de estar bem, sentia-me bem, estava sempre de sorriso no rosto! Infelizmente essa alegria foi-se desvanecendo porque passei por momentos complicados, perdi amizades, enfim ... e isso fez com que hoje seja uma pessoa menos divertida, mais "amarga", um pco mais fria! Enfim ... a vida é msm assim!O ditado diz "de poeta e de loucos todos nós temos um pouco!" E não te preocupes com o que os outros pensam de ti, desde que te sintas bem ... não ligues aos outros!
Beijinhos

Nirvana disse...

Gemini

Eu penso que o conceito de loucura é muito relativo. Para aqueles que consideramos loucos, se calhar os loucos somos nós.
Como aquele senhor que ia a conduzir em contra-mão na ponte Vasco da Gama e recebe o telefonema do irmão "Tem cuidado, porque deu agora nas notícias que anda um louco a conduzir contra a mão na ponte". Aflito, responde "Um???? Eles andam é todos!". Os loucos seriam os outros!

Pois se às vezes chamam loucos a quem tem uma opinião diferente, a quem apenas não se rege pelas "leis" ditas normais!

O que acho é que a vida já é demasiado séria por si só. Encará-la com seriedade é preciso, claro, mas conseguir viver um pouco além disso será com toda a certeza melhor, digo eu.

Mas... só sei que nada sei!

Beijinho

Nirvana disse...

E...
Aquela cervejinha estava falsificada ;).Mas venha mais uma :).
Ou seja, loucura por loucura, que se seja feliz!

Beijinhos

Nirvana disse...

Cybe
Dizem que não, mas ainda me falta ouvir algumas destas ;))
Espero que a tenhas encontrado porque eu quero continuar a ler outras histórias, que precisam dela para ganhar vida, na escrita!

Beijinhos

Nirvana disse...

Marianinha
Eu acho que era, sim.
Ser génio não é só ter ideias grandiosas, descobrir coisas fantásticas, etc. É também fazer, com as coisas do dia a dia, coisas extraordinárias.

Beijinhos

Nirvana disse...

Sonhadora
Bem vinda!
As dificuldades que vamos enfrentando na vida podem mudar a maneira como encaramos o mundo e os outros. Uma certa defesa, uma certa frieza são impoprtantes para não nos magoarmos muito. Mas não devemos perder aquilo que nos faz ser nós próprios.
Tentar levar esta vida com alegria, é um desafio.

Obrigada pela tua visita!
Beijinhos

Soraia Silva disse...

eu costumo usar as frases:

*bates mesmo mal da tola (cabeça)
*está-te a dar os 5 minutos?
*olha que atrofiada
*sentes-te bem?
*deves ter caído à nascença

tudo so para dizer, que está a ter um comportamente fora do normal...
ok, nao há mesmo "traduçao" :P

nunca ouviste dizer:
"curte a vida, mas com estilo"?

pronto, interpreto "estilo" a nao passar dos limites... e se assim é, posso entao dizer-te que és uma louca com estilo!!!

(entendi que era uma pergunta indirecta aqui "à gente" :P:P)

beijinho :)