quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Coffee Break


Viver não custa, o que custa é saber viver...
 
* Um dia, uma dona de casa levava uma garrafa de vinho para o almoço quando ao atravessar uma pequena ponte, o vinho caiu no rio. A mulher suplicou a Deus que a ajudasse. Ele apareceu e perguntou:
- Por que choras?
A mulher respondeu que a sua garrafa de vinho tinha caído no rio. Então, Deus entrou no rio, de onde tirou um Chateau Petrus, e perguntou:
- É este o teu vinho?
A nobre mulher respondeu:
- Não, Deus, não é esse.
Deus entrou novamente no rio e tirou um Dona Mécia tinto.
- É este o teu?
- Também não, respondeu a dona de casa.
Deus voltou ao rio e tirou um vinho marca carrascão, e perguntou:
- É este o teu vinho?
- Sim, respondeu a nobilíssima mulher.
Deus estava contente com a sinceridade da mulher, e mandou-a de volta para casa, dando-lhe os três vinhos de presente.
Um dia, a mulher e seu amantíssimo marido estavam a passear no campo quando ele tropeçou e caiu no rio. A infeliz mulher, então, suplicou a Deus por ajuda. Ele apareceu e perguntou:
- Mulher, porque estás a chorar?
A mulher respondeu que o seu querido marido caíra no rio.
Imediatamente Deus mergulhou e tirou o Paul Walker**, e perguntou:
- É este o teu marido?
- Sim, sim, respondeu a mulher.
E Deus enfureceu-se.
- Mulher mentirosa!!! - exclamou.
Mas a mulher rapidamente se explicou:
- Deus, perdoe, foi um mal-entendido. Se eu dissesse que não, então o Senhor tiraria o Gianecchini do rio; depois, se eu dissesse que não era ele, o Senhor tiraria meu marido; e quando eu dissesse que sim, que era ele, o Senhor mandava-me ficar com os três. Mas eu sou uma humilde mulher, e não poderia cometer trigamia... Só por isso eu disse 'Sim' para o primeiro deles.
E Deus achou justo, e a perdoou.

Moral da história:
Viver não custa, o que custa é saber viver.

 * Recebido por e-mail, com algumas ligeiras modificações.

** O texto original dizia Rodrigo Santoro, mas o seu a seu dono e Rodrigo Santoro tem lugar cativo aqui e não pode andar por aí a sair dos rios do mundo. Seja Paul Walker. Poderia ser outro qualquer, mas este protagonizou o último filme que me fez chorar como uma Madalena, Eight Below.

*** Como sou uma rapariga honesta, tenho de confessar: alterei a moral da história. O original dizia "Mulher mente de um jeito que até Deus acredita". Cá para mim, a "minha" é muito mais adequada.

21 comentários:

Soraia Silva disse...

eheheh

até teve uma certa piada...

à ultima chama-lhe humilde chama lol
ca para mim, gostava era mais do vinho que o proprio marido lol :D


beijinho :)

Sonhadora disse...

Muito fixe! Adorei!
Eu como não percebo nada de vinhos tinha ficado logo com a primeira garrafa! Lol!
Bjinhos

CybeRider disse...

Boa volta ao texto Nirvana!

Também acho que a tua "moral da história" está bem melhor que a outra. Mas eu sou um pobre incauto à mercê da língua pecaminosa das ditas, e tenho a santa ingenuidade que leva a que me deixe sempre levar...

:)))


Beijinho!

Galahad disse...

LINDO!!! ahahah gostei mais da outra moral da história.

Tava mais... hum... real?? :P

Beijinhos

mimanora disse...

Já conhecia mas gosto mais com as tuas alterações ;)

Rafeiro Perfumado disse...

Se isso fosse verdade, por esta altura ainda estariamos a viver no Paraíso. Maçãs e serpentes, dizem-te algo? ;)

Beijoca!

uminuto disse...

Sábia verdade. Gostei de ler!

E... disse...

Brutal Nirvana!

Mas ela recusar um Petrus têm que se lhe diga...

morena disse...

eheheh tens uns desafios no meu blog, se quiseres responder. Beijinhos do coração

Nirvana disse...

Soraia
Lá teria as suas razões, a humilde senhora :)
Cá para mim, ela até deve ter dado um empurrãozinho ao marido ;)
Bjks

Nirvana disse...

Sonhadora
Eu também não percebo muito. Branco e tinto. Bom e mau, ou seja, gosto ou não e fica por aí.
Bjks

Nirvana disse...

Cybe
;) Para mim, mentir é uma arte para a qual não tenho muito jeito, mas há alturas em que aprecio e até admiro a capacidade de algumas pessoas em fazê-lo!
Bjks

Nirvana disse...

Galahad
Por motivos de "género", sou obrigada a discordar. Acho que a minha está melhor ;).
Se calhar ela percebia mais de vinhos, e por isso conseguiu distinguir enter os três :P
Bjks

Nirvana disse...

Mimanora
Completamente de acordo contigo!!
:) :) :)
Bjks

Nirvana disse...

Rafeiro
O incrível é que mesmo depois de a Eva ter feito asneira, e o Adão ter-se deixado levar, ainda continuamos a viver no Paraíso!!
E acho que Deus não acreditou nela.
Bjks

Nirvana disse...

Umminuto
Olá e obrigada pela visita :)
Eu também acho, e bem vistas as coisas a senhora tinha razão ;)
Bjks

Nirvana disse...

E...
Eu acho que ela estava a tentar que Deus tirasse o maior número possível de garrafas.
Não percebo muito de vinhos, mas deve ser mesmo bom, então!
Bjks

Nirvana disse...

Morena
E eu resisto a um desafio? Nunca!! ;)
Obrigada!! :))
Bjks

E... disse...

Nirvana:

O Château Petrus é considerado o" Vinho". Uma garrafa de 1947 pde custar até 15.000 euros. Ou seja: um carro! Coisa pouca...

Nirvana disse...

Quanto????
E..., se amanhã vires nas notícias que estava uma pessoa a atirar garrafas de vinho ao rio, já sabes, sou eu ;))

Eu que estava a pensar em provar para ver como era :(

Inside me disse...

"Viver não custa, o que custa é saber viver..."

A beleza da vida não é deixar a vida passar por nós... mas passar-mos nós pela vida, saboreando-a e deixando se possivel um pouco de nós.

Deixo aqui um beijo. :-)