segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Praia e Cabeleireiros II


A praia é uma das melhores amigas dos cabeleireiros. Por mais cuidados que se tenha, protector, máscara, chapéuzinho, etc, fica sempre mal tratado (pelo menos o meu fica).


Pois bem, lá deixei eu o resto do trabalhinho para fazer no dia seguinte e abalei para passar a tarde na praia, aproveitar o sol que já não deve durar muito, e estar um bocado sossegada.

Como em todos os lados, há praias mais e menos concorridas por aqui. Uma questão de moda (tal como os cabeleireiros). Apetecia-me mesmo sossego, por isso, escolhi a praia onde nunca está ninguém conhecido (a minha). Errado. Poucos passos tinha andado na areia quando ouço "Olá....". Mais uns passos "Olá....". Mais uns "Olá....". Não, não era uma promoção de gelados. Eram mesmo pessoas conhecidas. Ainda pensei em voltar atrás e ver se me tinha enganado na praia, mas não. Até aqui tudo bem.

Os cabeleireiros, além de por vezes exibirem penteados menos , digamos, convencionais, sempre foram famosos por duas coisas: pôr a leitura das revistas cor-de-rosa em dia, e coscuvilhar. Revistas e cusquices. O que encontramos na praia? Penteados engraçados (incluindo o meu, a tentar domar este cabelinho que me deram), leitura de revistas, cusquices e mais cusquices.

Não, não sou perfeita e também gosto de saber das coisas. Mas tudo tem limites. Preferia ouvir o mar ou a minha música (prevenida: nunca sabemos quem vai estar por lá e seus gostos musicais, por isso, o melhor é levar musiquinha para ouvir só eu).

Mas o que não gosto mesmo é ser a última a saber as coisas, principalmente novidades que dizem respeito à minha pessoa e que nem eu sei!!! Devo andar mesmo distraída. "Então, grandes novidades!, blá blá blá...". Há coisas incríveis, não há? Há pessoas fantásticas, que não têm o mínimo que fazer a não ser falar dos outros, inventar, dizer mal. Mas têm tanto de fantásticas como de pouco inteligentes. Palavra puxa palavra e consegue-se chegar à origem de tal novidade, a quem tem uma imaginação tão fértil, mas tão fértil que faz inveja a qualquer realizador de cinema. Sem grande surpresa minha, é sempre a mesma. Começo a ficar um pouco farta de ser alvo de tanta atenção. Podia fazer um favor a nós duas: Get a life!! E, se não for muito trabalho, Get a brain, too.

12 comentários:

pepita chocolate disse...

Há pessoas que só se alimentam de explorar a vida dos outros. e quando não há nada para explorar, inventam. Acho que lhes está no sangue. Mania de quem não tem nada que fazer, nem vida própria. E arranjam sempre uma vítima preferida. Pelos vistos, esta foste tu, O melhor é desligares o botão e quanto menos conversa melhor.

Beijoca e boa semana!

Gemini disse...

Não vês que isso é inveja, Nirvana?

Isso é meterem-se na tua vida, porque TU TENS UMA!

Eu até ando mais descansado quando fazem o mesmo comigo, topas?...

Se há duas coisas que jamais conseguiremos controlar, é o que pensam e o que dizem de nós! Por isso...

Quem acreditar no diz-que-disse, estará "fora-da-validade-cerebral"!

"Don't worry... Be happy"!

Um beijinho.

E... disse...

Nirvana:

Pessoas inteligentes discutem ideias,

pessoas normais falam de ideias,

pessoas mediocres falam...de pessoas

Rosa Cueca disse...

é chato, mas a verdade é que anda aí muita gente mal amada. é a única justificação que encontro para quem tem de procurar na vida dos outros o que falta na delas.

CybeRider disse...

E eu estou tão, mas tão longe dessas coisas... Que se me viessem contar alguma coisa assim ficaria embevecido a ouvir e só talvez muitos dias mais tarde me desse conta de que o que me contassem pudesse ser sobre mim...

De facto nada sei sobre os "outros", ser-me-ão para sempre um mistério insondável. Talvez me tivessem contado tantas histórias em pequeno que nada encontro na vida deles que me interesse mais do que a minha. Não passam de relatos, consequentemente fantasias. Nunca poderei dar sentido ao que ouço, mas que não sei como interpretam. E gosto de os ver assim, felizes, com as suas histórias de encantar.

Este comentário é meu, em resposta a este post de um amigo:


http://charquinho.blogs.sapo.pt/1232330.html#comentarios



[Os que se deixam "refecundar" pelos ouvidos não te deveriam merecer o tempo de reflexão. É uma das formas de virgindade que ainda aprecio. Quem se deixa "enganar" deve casar-se (ou unir-se, de facto) com quem os emprenhou, e que vivam felizes para sempre, para melhor cuidarem dos seus rebentos atrofiados.]

Beijoca!

Miss Complicações disse...

UIIII....
Agora é que não arredo pé aqui do blog. Também há ressabiadas para estes lado. Ai meu Deus... o que eu gosto de alimentar essa minha veia de barraqueia.
Adorei o post.
Adorei a expressão "Get a life!! E, se não for muito trabalho, Get a brain, too." hahahaha
Adorei a resposta da "E". E como sou pouco imaginativa vou mesmo copiá-la e colocá-la num quadro lá na chafarica. Se a E passar por aqui dá-lhe o recado. Diz que me apoderei da frase dela, mas como pessoa honesta que sou salvaguardo sempre os direitos de autor.

Quando tiveres ressabiadas á perna dá-me um toque aqui ao lado, na porta da Complicaçõs. Adoro ver odar a baiana(quando não me envolve). Assisto sempre de camarote :)

Beijos

Nirvana disse...

Pepita
Eu bem desligo o botão. Mas não acho piada nenhuma. Ainda por cima, mal conheço a pessoa. Vejo-a muitas vezes, mas não a conheço. Pelos vistos, ela conhece a minha vida melhor do que eu. Será que não pode arranjar nada melhor para fazer? Perda de tempo comigo.
Tens razão... Off!
Beijinhos e bom regresso ao trabalho

Nirvana disse...

Gemini,
O que tem para invejar, pelo amor de Deus?
Eu não me preocupo com o que pensam ou dizem de mim, excepto as pessoas de quem eu gosto. Com essas preocupo-me. Essas, sei que não acreditam em qualquer coisa, porque me conhecem. Mas não gosto que falem de coisas que nem são verdade. Gosto de estar quieta no meu canto.

Tens razão, e adorei o "fora-de-validade-cerebral". :))

Beijinho

Nirvana disse...

E...
Como disse nas Palavras...vamos discutir umas ideias? ;)))

Essas terceiras pessoas não são realmente muito inteligentes, porque tudo acaba por se esclarecer, mas semeiam veneno por todo o lado.
Lembram-se de cada uma!

Beijinho

Nirvana disse...

RosaC
Será que não vêem que enquanto andam a tentar estragar a vida dos outros, a delas está parada? Que quando derem conta não têm nada? Que acabam por afastar as pessoas?
Provavelmente não.
Beijinhos

Nirvana disse...

Cybe, Cybe
Os teus comentários são ouro para mim.
"nada encontro na vida deles que me interesse mais do que a minha"-vou escrever isto numa t-shirt, posso?
Fui espreitar o post em questão, claro ;)
Quando dizes "Quem se deixa "enganar" deve casar-se (ou unir-se, de facto) com quem os emprenhou, e que vivam felizes para sempre, para melhor cuidarem dos seus rebentos atrofiados." Tens toda a razão. (Aliás, todo o comentário é fantástico)
Já deixei de ligar a muita coisa e o que dizes não podia estar mais certo. Mas, se eu gosto de estar sossegada no meu canto, não me meto na vida de ninguém, porque é que se vão meter na minha? Principalmente com o nítido objectivo de me prejudicarem? Às vezes até consigo rir-me e andar, deixá-los felizes com as suas histórias, outras vezes não. Acho que tenho de treinar mais :)

Beijinhos

Nirvana disse...

MissC
Como uma pessoa que estimo muito disse "o cérebro é uma coisa fantástica, toda a gente devia ter um". Dava um jeitão. Principalmente se o usasse para fazer algo produtivo em vez de perderem tempo.
Eu rodo poucas vezes a baiana, Miss C, muito poucas coisas me levam a fazê-lo é verdade, mas quando rodo, rodo.

Eu digo. Também gostei ;). Eu digo. Ao E....

E sei quem não vai arredar o pé de um blog que cá sei, onde se esclarecem complicações :)).

Bjks