terça-feira, 25 de agosto de 2009

Boa Oferta!!

Quem diz que tenho pouco valor? Hã??

Comentou-se a proposta de casamento de Godwin Chepkurgor a Chelsea Clinton.

God(-)win (na minha modesta opinião um nome poderoso), um queniano de 39 anos, ofereceu 40 cabras e 20 vacas pela mão de Chelsea Clinton. Fez esta oferta à mãe da pequena, secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton. Diz estar apaixonado e, tendo em conta que há nove anos, durante uma visita de Bill Clinton a África tinha já feito a mesma proposta, acredito que seja amor mesmo. Nove anos é muito tempo!

Hillary terá respondido, com diplomacia, "a decisão pertence a Chelsea. É uma jovem muito independente e dar-lhe-ei conta da simpática oferta". Protocolo e diplomacia a quanto obrigam! Imagino-a mesmo a sacar imediatamente do telemóvel e a telefonar à filha "Não imaginas quem te pediu em casamento, o Godwin, aqui do Quénia! Ofereceu-nos 40 cabras e 20 vacas. Não é extraordinário?"

Até acho que a proposta não é má, se pensarmos um pouco. Com 40 cabras já se consegue abrir uma pequena queijaria. Fazem-se uns queijinhos de cabra e, com o dinheiro que sobra depois de pagar licenças e veterinário, pode-se comprar 2 ou 3 bodes, o que aumentará o número de cabras e bodes significativamente. Ao fim de uns anos, a pequena queijaria já se transformou numa pequena empresa, depois uma grande empresa e, finalmente, uma rede de franchising. O mesmo se passa com as vacas. Com 20 vaquitas, vende-se o leite, a manteiga, podem fazer-se iogurtes, gelados, manteiga. Além disso, ainda se pode vender a carne, ao mesmo tempo que supre as necessidades alimentares da família. Ao fim de uns anos, faz-se concorrência ao McDonalds.
Tem de se pensar no futuro, e no rendimento da proposta a médio prazo. Não me parece mesmo nada má.

Godwin mora em Nakuru, a noroeste de Nairobi. Estou mesmo a ver a Chelsea a dizer "vou de férias a Nakuru". O nome até dava para ilha das Caraíbas. Por aqui também não há problema. Comercializa equipamentos informáticos, o que dá sempre jeito em qualquer País. Mau mesmo só o facto dele ser casado. A poligamia é autorizada no Quénia, mas o casório teria de ser lá. Ainda queria ver os paparazzi todos vestidos de cores garridas para passarem por convidados. Segundo o interessado, a esposa não se opõe ao segundo casamento. Até deve achar muito bem, sempre deve ir mais vezes aos States fazer compras.

Garanto que ia ser o casamento do ano!

5 comentários:

pepita chocolate disse...

HÁ CADA GENTE MAIS MALUCA...(mas também se diz, quem dá o que tem a mais não é obrigado!)

Mas pude perceber que deves ter jeito pro negócio! Já terias o esquema todo montado se te oferecessem o gado a ti! :)



Beijoca!

Gemini disse...

Tenho a certeza que o "negócio" não se fechou por cinco cabras e duas vacas!

;)))

Nirvana disse...

Pepita, ideias não faltam por aqui;). A oferta até não é assim tão má.
O problema maior era não ser a primeira mulher, porque pelos vistos, embora haja mais, é essa que manda. A isso não ia achar piada nenhuma :))
Bjks

Nirvana disse...

Gemini
Podia demorar mais tempo, com menos cabrinhas e vaquinhas, mas mesmo assim, lá chegaria!

Apesar de ter brincado com a situação, e sabendo que há locais onde a tradição assim manda, acho isto de traduzir o "dote" em animais uma péssima ideia.
Para mim, o melhor ainda foi a resposta da mãe, com toda a diplomacia, claro.

Beijinhos

mimanora disse...

Sempre atenta :)