sexta-feira, 18 de março de 2011

Oportunidades...

Não tarda muito estamos na Páscoa e por aqui ainda se vai no Natal!! Da Páscoa ao Verão é um saltinho e depois já se está quase no Natal outra vez. O Natal é intemporal e quando o Homem quer, por isso, seria um tema sempre actual, seja em que altura for. :-)

Faz-me pensar que um ano passa realmente demasiado depressa. Um ano parece tanto tempo e, afinal, é tão pouco. Menos será ainda se chegarmos ao dia 31 de Dezembro, brindarmos a um novo ano sem termos um motivo para brindarmos ao ano que passou. Por pior que nos corram as coisas (e, francamente, a situação do país preocupa-me cada vez mais), por mais que não consigamos realizar os nossos objectivos, que não seja por não termos lutado, que não seja por termos baixado os braços e deixado a vida passar por nós. Porque por vezes só temos uma oportunidade. Uma oportunidade para ser, para fazer, para ouvir, para sentir. Uma oportunidade para fazer a diferença na vida das pessoas. Uma oportunidade para que façam a diferença na nossa vida. Uma oportunidade para fazer o que devíamos fazer. Uma oportunidade para dizer o que precisamos dizer.  Uma oportunidade para agarrar os nossos sonhos. Por vezes essa oportunidade passa-nos ao lado sem a vermos sequer. Outras, salta à nossa frente, está mesmo ali, tão ali que nem acreditamos. Adiamos para depois, pelas mais variadas razões: porque não é o momento certo, porque não temos tempo, porque se calhar poderá aparecer outra oportunidade. Uma melhor, pensamos. Mas muitas vezes as oportunidades não se repetem. Só temos uma. E mais nenhuma.

12 comentários:

Olívia Palito disse...

Como sempre um belíssimo texto.
As oportunidades por vezes são únicas, outras acontecem mais uma vez, como se de um milagre se tratasse. Há que aproveitar enquanto é tempo.:)

Que saudades da tua escrita!

Beijão do tamanho do mundo e arredores. Aquele abraço MUITO apertadinho* :)

João Lopes disse...

Já tinha saudades das tuas visitas e de te ler =o)
Seja bem aparecida...

Tens toda a razão quando dizes que existem oportunidades únicas. E todos nos, como tu própria escreveste, ou não estamos atentos e ela passa-nos ao lado, ou é tão evidente que nós nem acreditamos nela.
Falando por mim, essas oportunidades tão evidentes, quase nunca aproveito. Não estou habituado a facilidades, e quando elas aparecem, não as aproveito =o/

Resumindo... Adorei o texto e identifiquei-me muito com ele, como de custume. =o)

Um beijinho*
E
"Sê Feliz!" =o)

Libelinha☆ disse...

Que saudadinhas tuas!...
As oportunidades são sempre únicas... Mas que as pensemos poder repetir... Serão feitas em outras circunstâncias =)

Beijinhos ;P

S. disse...

Ai que saudades que eu tinha da menina :P E como sempre um texto maravilhoso.

Beijinhos muito grandes

Anónimo disse...

olá nirvana! já tinh saudades tuas! bj

E...

Bloguótico disse...

Grato pela oportunidade de te poder voltar a ler!... Sempre com as palavras certas! Enfim, um dom! :)

Psiuuuu!!Sou eu! disse...

Que bom teres regressado :)
Concordo com o teu pensamento, as oportunidades são muitas vezes únicas e muitas vezes desperdiçadas por nós, sinto que precisamos de agarrá-las e lutar por aquilo que realmente queremos, o tempo passa e não volta atrás...
Boa semana :)

Sonhadora disse...

Olá!
Benvinda! Já tinha saudades tuas!O tempo voa mesmo!
Beijocas

Rita G. disse...

Revi-me totalmente no texto...passo a vida a adiar coisas por esta ou aquela razão...
bj e ainda bem que voltaste:)

Ivânia Santos (Diamond) disse...

Belo texto! woow
Amei e concordo!!

xoxo,
Ivânia diamond*

Ivânia Santos (Diamond) disse...

Belo texto! woow
Amei e concordo!!

xoxo,
Ivânia diamond*

Gemini disse...

Olá Nirvana!

Belas, as tuas palavras. Verdadeiras. Acrescentaria apenas, em jeito de pergunta; e aquelas vezes em que somos nós a oportunidade para algo ou alguém? Porque teremos de ser sempre "nós" a perder as oportunidades?... Porque teremos de ser sempre "nós" a lamentar o que não se concretizou, o que não se efectivou?...
Muitas vezes consideramos perder oportunidades, por nossa culpa, por mil razões, mas quantos de nós se dá conta que, deixando de ganhar, perde mais quem não "nos agarra" como oportunidade?!

Saudades tuas!

Beijinho.