quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Portugal, um barco à deriva

Tenho sentido alguma dificuldade em expressar por palavras o que senti ao ouvir as medidas de austeridade anunciadas pelo nosso primeiro-ministro. Mais uma vez, uma imagem pode valer mais do que as palavras, e o que sinto é que Portugal e os Portugueses se encontram num barco sem rumo, sem leme, a caminho não sei bem de onde. Mais ou menos assim:


E o pior, é a certeza de que as coisas vão piorar. 

16 comentários:

esseantonio disse...

É verdade, Cara Nirvana, as coisas vão piorar... e, parece-me, muitíssimo. De resto, o primeiro-ministro, aparenta sê-lo só de alguns. Dos protegidos, etc.etc.

Sonhadora disse...

Também acho que realmente estamos num barco à deriva, mas penso que a maioria dos portugueses não tem essa consciência!
Tenho algum receio quanto ao futuro e sinceramente não me parece que os próximos tempos sejam fáceis!
O engraçado que não tem graça nenhuma é que quem tem de pagar pelo erro deles somos nós!
Enfim ... vamos ver o que vai acontecer!

Rita G. disse...

Concordo contigo...acho que o pior ainda está por vir. Quando essas medidas forem aplicadas e as consequências começarem a fazer-se sentir é que vai ser o caos...desemprego, muitas dificuldades financeiras...bj

*C*inderela disse...

Não podia estar mais de acordo

L'Enfant Terrible disse...

Com os mesmos tipo de "pilotos" a guiar-nos vai pior de certeza. É duvido que haja botes para todos, tal como o Titanic, só se salvarão os que sempre se salvam.

Kika disse...

Dificuldade em expressar, em entender....

Anónimo disse...

Cara Nirvana,

Mais um assunto muito sério que expõe aqui no teu blog.
Como sempre, o povo é quem vai pagar a crise. Vamos pagar pelos erros dos outros. Sempre foi assim, e vai continuar a ser.
Há muita coisa errada no nosso país. Muitos gastos desnecessários, aumenta o desemprego, a precariedade.
Quem quer trabalhar não tem emprego. Mas também há quem tenha emprego e não queira trabalhar e viva à custa de subsídios que, afinal, são pagos por todos nós. Muita coisa vai mal no nosso país.
É como um cancro que se dissemina e as hipoteses de cura são cada vez menores.
Mas acredito, quero acreditar, que ainda vamos a tempo da cura.
Bjs

Checa disse...

Querida Nirvana,

Á deriva acho que sempre andámos!Agora interessa mesmo é não afundar de vez e fazer aquilo que ainda não foi feito livrando-nos assim de uma solução talvez mais vergonhosa para Portugal.

Beijinhos

Malika disse...

Se o país não mudar de "condutores", duvido que haja cura possível. A estrada que se tem vindo a percorrer é a errada e os cortes que têm feito estes “Senhores” são mais do mesmo e para os mesmos…
Nós, os contribuintes “engordamos” fundadores e administradores de umas quantas Fundações e Institutos… temos neste país “tachos” de todo o tamanho!
Somos um país a caminho da escuridão… à deriva… e sim, cara Nirvana, as coisas vão piorar!!!

S. disse...

Também acho que isto é apenas o ínicio do problema, o pior ainda está para vir...

Beijinhos grandes

Girl in the Clouds disse...

Um barco à deriva, mas com um meteorito dentro, para afundar mais rápido!! Isto anda mesmo de mal a pior!!

uminuto disse...

subscrevo tudo. acrescento apenas a revolta que aos poucos vai aumentando, pela falta de capacidade de mudar este rumo das coisas.
até quando permitiremos que esta situação se prolongue?
beijo e boa semana

Canhota! disse...

Olá Nirvana!

já tinha saudades de ler os teus post, tão bons que eles são!

Só espero que o barco que neste momento se encontra a deriva depressa encontre um piloto e seus marinheiros para que chegue a bom porto, pois bem que o necessitamos.

Presentemente com muitos receios só espero que todos os nossos esforços obtenham resultados num futuro próximo para que o futuro dos nossos filhos seja muito mais :) :) :)

jinhos!

Mariana marciana disse...

Fico com um aperto no estômago cada vez que penso nisso...
Para de distrair da crise deixei-te uma prenda no meu cantinho.
beijoca

Soraia Silva disse...

"...Portugueses se encontram num barco sem rumo, sem leme, a caminho não sei bem de onde".

eu sei!

levaremos o barco bem ao fundo. é que será tão fundo mas tão fundo que só virão ao de cima aqueles que tiverem coragem e persistência.

Deia disse...

Tenho muito medo do que por aí vem. E tenho consciência de que as pessoas ainda não têm noção do que se está a passar.
bj